Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Um terço dos mortos com a doença vivia em lares

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 nov 2020 (Lusa) - Um terço das pessoas que morreram com covid-19 em Portugal estavam em lares de idosos, afirmou hoje a ministra da Saúde, indicando que das 3.250 que morreram desde o início da pandemia, 1.090 estavam em lares.

Na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia da covid-19, Marta Temido indicou que houve "1.090 óbitos em pessoas cujo domicílio era numa estrutura residencial para idosos", o que equivale a 33 por cento do total de mortes.

Questionada sobre o excesso de mortalidade não-covid do último mês divulgado hoje pelo Instituto Nacional de Estatística, a resposta de Marta Temido foi que a doença "obrigou os sistemas de saúde a concentrarem-se na resposta à pandemia" e que isso tem "efeitos naquilo que é a resposta a outras patologias.

A conclusão da ministra é que, com menos de metade do excesso de mortalidade do último mês face à média dos últimos cinco anos a ser atribuível à covid-19, "o Serviço Nacional de Saúde só poderá concentrar-se no que é a resposta às outras patologias a tempo inteiro quando se resolver o problema da resposta à pandemia".

De acordo com dados preliminares revelados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística, "46,5% do acréscimo de óbitos entre 05 de outubro e 01 de novembro relativamente à média dos últimos cinco anos deveu-se a óbitos por covid-19": das 1.132 mortes acima da média que se verificaram nesse período, 526 foram atribuídas a covid-19.

A doença provocada pelo novo coronavírus provocou menos de um terço (29,3%) das 8.686 mortes a mais face à média dos últimos cinco anos registadas entre 02 de março e 01 de novembro.

"O estudo efetivo destes números carece de tempo. Não dispomos ainda de resultados preliminares, mas no início do ano que vem haverá, esperamos, informações sobre este tema", acrescentou a ministra.

APN // ZO

Lusa/fim

+ notícias: País

Pelo menos três mortos em acidente com autocarro na A1

 Pelo menos três pessoas morreram, quatro ficaram feridas com gravidade e 26 com ferimentos ligeiros no acidente com um autocarro que se despistou esta manhã na A1, na zona da Mealhada, a caminho de Fátima, informou a Proteção Civil.

Atualizado 21-05-2022 12:17

Portugal com 23 casos confirmados de infeção pelo vírus 'monkeypox'

Mais nove casos de infeção pelo vírus 'monkeypox' foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS), que aguarda resultados relativamente a outras amostras.

Serviços mínimos não estão garantidos e há ambulâncias do INEM paradas

Mais de uma dezena de ambulâncias do INEM estão paradas devido à greve da Função Pública, segundo o Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, que revelou que o instituto não nomeou os elementos para garantir serviços mínimos, tarefa que o INEM diz não ser necessária.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras