Info

Covid-19: Alemanha volta a registar quase 22.000 novas infeções em 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Berlim, 12 nov 2020 (Lusa) -- A Alemanha registou novamente quase 22.000 novas infeções por coronavírus, que provoca a covid-19, nas últimas 24 horas e 215 mortos, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI) de virologia atualizados na quarta-feira à noite.

As autoridades alemãs contabilizaram 21.866 novas infeções nas últimas 24 horas, cerca de 1.900 mais do que há uma semana e cerca de 3.400 mais do que na quarta-feira, mas abaixo do máximo de 23.399 casos registados no último sábado.

O total de positivos desde o anúncio do primeiro contágio no país, no final de janeiro, é de 727.553 e há 11.982 mortos.

O RKI estima que cerca de 467.800 pessoas recuperaram da doença e que o número de casos ativos é de cerca 247.800.

Em todo o país, a incidência cumulativa em sete dias é de 138,9 casos por 100.000 habitantes.

O fator de reprodução (R) que considera as infeções num intervalo de sete dias em relação aos sete anteriores, e que reflete a evolução de 8 a 16 dias atrás, está localizado em 0,89.

O número de pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos chega a 3.127, dos quais 1.787 recebem ventilação assistida, segundo dados da Associação Alemã Interdisciplinar de Terapia Intensiva e Medicina de Emergência (DIVI) atualizados na quarta-feira.

O ministro da Saúde, Jens Spahn, alertou, em declarações ao jornal "Frankfurter Allgemeine Zeitung", para o provável aumento de pacientes graves em hospitais ao longo deste mês.

"Se durante um longo período tivermos 20.000 novas infeções por dia e desses 2% tiverem que ser tratados por 14 ou 15 dias nos cuidados intensivos, teremos ainda em novembro, provavelmente mais de 6.000 pessoas com covid-19 ao mesmo tempo naquelas unidades ", disse.

Atualmente, 21.787 camas de cuidados intensivos estão ocupadas.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.275.113 mortos em mais de 51,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

DD // SB

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Pfizer aprova o primeiro comprimido contra a doença

A autoridade norte-americana da saúde, a Food and Drug Administration, aprovou esta quinta-feira o uso do comprimido da Pfizer contra covid-19, o primeiro tratamento oral nos EUA para combate à doença

FAO pede ajuda urgente para agricultores e pastores do Corno de África afetados pela seca

Roma, 17 jan 2022 (Lusa) -- Mais de 1,5 milhões de agricultores e pastores afetados pela seca no Corno de África precisam de "assistência urgente" para evitar "uma crise de fome", alertou hoje a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS