Óbito/Ribeiro Telles: Câmara de Lisboa quer que parque da Praça de Espanha tenha nome do arquiteto

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 nov 2020 (Lusa) - O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, vai propor que o parque urbano em construção na Praça de Espanha se venha a chamar Jardim Ribeiro Telles, em homenagem ao arquiteto paisagista que morreu hoje aos 98 anos.

"Vou propor na próxima reunião da CML [Câmara Municipal de Lisboa] que o parque urbano em construção na Praça de Espanha, inspirado e articulado com o Jardim da Gulbenkian, da sua autoria, se venha a chamar Jardim Ribeiro Telles", avança Fernando Medina numa publicação feita na rede social 'Twitter'.

Num comunicado enviado às redações, a Câmara de Lisboa lamenta a morte do arquiteto com "profunda tristeza" e salienta que, numa cidade que "todos os dias procura ser mais sustentável e amiga do ambiente, identificam-se alguns dos frutos dos seus trabalhos e utopias".

"Gonçalo Ribeiro Telles foi um homem à frente do seu tempo, um vanguardista. Pensava o território e buscava o difícil equilíbrio entre a paisagem natural e a paisagem transformada. Preconizava uma cidade mais humanizada", defende a autarquia lisboeta na mesma nota.

"As hortas urbanas, a permeabilidade dos solos, a luta contra a construção em leito de cheia, foram alguns dos incontáveis combates nos quais se envolveu. Sempre na defesa do (bom) ordenamento do território", exemplifica o município.

A câmara salienta que a sua marca está espelhada na Lisboa Capital Verde Europeia 2020, recordando que "os corredores verdes de Monsanto e o Periférico, obras que agora são uma realidade, foram há muito também sonhadas por Ribeiro Telles".

Também a Junta de Freguesia de Santo António, em Lisboa, lamentou hoje, através de uma publicação na rede social 'Facebook', a morte "de um dos seus fregueses mais dedicados e proeminentes, o arquiteto Gonçalo Ribeiro Telles".

"Filho da freguesia, onde sempre morou, à família e amigos a Junta de Freguesia de Santo António apresenta as suas sentidas condolências", lê-se no texto.

Gonçalo Pereira Ribeiro Telles, figura pioneira da arquitetura paisagista em Portugal, morreu hoje à tarde, na sua casa, em Lisboa, aos 98 anos, disse à Lusa fonte próxima da família.

Nascido em 25 de maio de 1922, em Lisboa, Gonçalo Ribeiro Telles idealizou os chamados "corredores verdes" da capital e concebeu os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, em conjunto com o arquiteto António Viana Barreto.

O Governo decidiu hoje decretar um dia de luto nacional, na quinta-feira, pela morte do arquiteto paisagista e fundador do PPM (Partido Popular Monárquico), Gonçalo Ribeiro Telles, disse à agência Lusa fonte oficial do executivo.

TYS // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: País

Incêndio na Serra da Estrela deixa mancha negra de luto. Habitantes estão preocupados com o futuro

Ao fim de 12 dias, o incêndio na Serra da Estrela deixou uma mancha negra de luto, tapando o verde que outrora sobressaía. Ao Porto Canal, os habitantes mostraram-se preocupados com o futuro, visto que o principal alimento dos animais foi consumido pelo incêndio.

Casal de emigrantes vê negócio na Serra da Estrela alterado pelas chamas

Um casal de emigrantes, que estava na França há mais de 50 anos, decidiu investir em turismo rural na Serra da Estrela. No entanto, ao longo destes últimos dias viram o seu negócio ser alterado pelas chamas.

Registo de galinhas poedeiras obrigatório em setembro

Os criadores de galinhas poedeiras estão obrigados a registar os seus animais em setembro, com exceção dos estabelecimentos com menos de 350 aves, indicou hoje a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).