Info

Óbito/Ribeiro Telles: Ministro do Ambiente lamenta morte de "homem à frente do seu tempo"

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 nov 2020 (Lusa) - O ministro do Ambiente e da Ação Climática lamentou hoje a morte do arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, salientando que foi "um homem à frente do seu tempo".

"O arquiteto Ribeiro Telles pôs-nos todos a pensar. Foi um homem que deixou nas gerações seguintes preocupações ambientais, mostrando que não podem ser de segunda linha", disse João Pedro Matos Fernandes em declarações à agência Lusa.

O arquiteto paisagista, que morreu hoje aos 98 anos, "deixa no seu legado coisas como as figuras de ordenamento do território que são a Reserva Ecológica Nacional e a Reserva Agrícola Nacional, que são dos anos 80, mas se mantêm atuais como peças essenciais de ordenamento a partir dos conceitos seminais de Ribeiro Telles".

Os projetos de um arquiteto perduram no tempo, mas já não é tão habitual que instrumentos como as reservas agrícola e ecológica perdurem, referiu.

"Para os sistemas terrestres, Ribeiro Telles só tem paralelo no que [o político e oceanógrafo] Mário Ruivo fez pelos oceanos", considerou.

Matos Fernandes recordou a lição que Ribeiro Telles costumava dar aos seus alunos sobre os jardins que projetou para a sede da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa: "Ele dizia que os jardins não precisam de ter caminhos, deve-se pôr relva por todo lado e depois são as pessoas que acabam por trilhar caminhos no seu percurso pelo jardim".

Ribeiro Telles foi também "um homem muito importante para a causa rural", salientou Matos Fernandes.

"Lamento profundamente a sua perda", declarou.

Gonçalo Pereira Ribeiro Telles, figura pioneira da arquitetura paisagista em Portugal, morreu hoje à tarde, na sua casa, em Lisboa, aos 98 anos, disse à Lusa fonte próxima da família.

Nascido em 25 de maio de 1922, em Lisboa, Gonçalo Ribeiro Telles idealizou os chamados "corredores verdes" da capital e concebeu os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, em conjunto com o arquiteto António Viana Barreto.

O Governo decidiu hoje decretar um dia de luto nacional, na quinta-feira, pela morte do arquiteto paisagista e fundador do PPM (Partido Popular Monárquico), Gonçalo Ribeiro Telles, disse à agência Lusa fonte oficial do executivo.

APN // HB

Lusa/fim

+ notícias: País

Portugal regista mais 40.090 casos de Covid-19 e mais 34 mortes nas últimas 24h 

Portugal registou hoje mais 34 mortos associadas à covid-19 e 40.090 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Problemas com certificados de dose de reforço em Portugal resolvidos

A Comissão Europeia disse hoje ter sido notificada de que os problemas em Portugal na emissão de certificados covid-19 da União Europeia (UE) com a informação da dose de reforço da vacina estão já resolvidos, não existindo constrangimentos.

Bares e discotecas reabrem hoje a partir das 22:00

Os bares e discotecas voltam a abrir hoje à noite, após novo encerramento de três semanas devido à covid-19, com os clientes sem dose de reforço da vacina a terem de apresentar teste negativo para entrar.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.