Info

Óbito/Ribeiro Telles: Figura "absolutamente marcante", diz associação Zero

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 nov 2020 (Lusa) -- O presidente da associação ambientalista Zero, Francisco Ferreira, diz que o arquiteto Gonçalo Ribeiro Telles foi "absolutamente marcante" para o território atual e que o país lhe deve muito.

O arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, figura pioneira na arquitetura paisagista em Portugal, morreu hoje, em Lisboa, aos 98 anos, revelou à agência Lusa fonte próxima da família.  

Num comentário à morte do arquiteto o presidente da Zero afirmou que ainda hoje há uma geração que aprendeu com Ribeiro Telles, que inspirou o movimento ambientalista em Portugal, e que foi "crucial nas políticas de ordenamento do território".

"Foi absolutamente marcante para o território que temos neste momento. Se ele não tivesse concebido a Reserva Agrícola Nacional, procurando preservar os nossos melhores solos, se ele não tivesse pensado na Reserva Ecológica Nacional, que impediu que muita construção surgisse em locais de risco do ponto de vista ecológico e ambiental, se ele não tivesse também estado ligado aos primeiros planos diretores municipais, numa forma semelhante à que temos agora, o planeamento, e acima de tudo a paisagem, as cidades, Lisboa de forma mais marcante, seriam muito diferentes e para muito pior", disse Francisco Ferreira.

Os portugueses têm "muito a dever ao trabalho e à vida" de Ribeiro Telles, disse o líder da organização não-governamental, lembrando que o arquiteto foi subsecretário de Estado do ambiente e depois ministro da Qualidade de Vida (entre 1981 3 1983), quando foi "crucial nas políticas de ordenamento do território", inovadoras, que determinaram o que viria a ser ordenamento à escala do país.

"Esta ideia de salvaguardar os solos mais produtivos e as áreas mais sensíveis do ponto de vista ecológico numa reserva é realmente pioneira e absolutamente decisiva", disse Francisco Ferreira.

 

FP // HB

Lusa/fim

+ notícias: País

Miocardite por infeção é 60 vezes mais frequente do que após vacina contra a Covid-19

A miocardite por infeção com SARS-CoV-2 é 60 vezes mais frequente do que após a vacinação e pode ter sintomas mais graves e complicações e sequelas a curto prazo, refere um parecer técnico hoje divulgado.

Denúncias de cibercrimes duplicaram em 2021

As denúncias de cibercrimes duplicaram no ano passado, chegando às 1.160, mais do dobro do ano anterior, segundo os números divulgados pelo Gabinete de Cibercrime da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.