Info

Covid-19: Itália regista 37.809 contágios e 446 mortes nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Roma, 06 nov 2020 (Lusa) -- A Itália sofreu um novo aumento nos casos de covid-19 e registou 37.809 novas infeções nas últimas 24 horas, elevando o total para 862.681 desde o início da pandemia em fevereiro.

Neste último dia, foram registadas 446 novas mortes, o que aumenta o número total de óbitos para 40.638.

Estes dados são relatados no dia em que foi realizado um número recorde de testes: 234.000.

Os pacientes hospitalizados com sintomas continuam a aumentar, totalizando hoje 24.005 em todo o país, e 2.515 os internados em Unidades de Cuidados Intensivos.

Por regiões, a Lombardia, que inicia hoje um segundo confinamento por decreto do governo central, registou 9.934 infeções, seguindo-se Piemonte (4.878), também considerada zona vermelha e com medidas de confinamento, e Campânia (4.508).

As regiões nortenhas de Lombardia, Piemonte e o Vale de Aosta e, no sul, a Calábria começam hoje o segundo confinamento, embora um pouco menos rigoroso do que o de março, depois de o Governo as ter considerado em risco durante a segunda vaga da pandemia

A partir de hoje, a Itália está dividida em três zonas, com regiões amarelas, laranjas e vermelhas, segundo os indicadores de perigo que o Governo gere e que têm desencadeado críticas de todos os presidentes regionais.

Com este novo confinamento brando, como tem sido chamado, nas regiões consideradas zonas vermelhas a partir de hoje lojas, restaurantes e bares não abrem.

Viajar para outras regiões e sair de casa é proibido, exceto para ir para o trabalho, levar os filhos à escola ou por motivos urgentes de saúde.

Os supermercados e negócios essenciais mantêm-se abertos, assim como as fábricas e outras atividades como cabeleireiros, tabacarias, quiosques e farmácias, e jardins-de-infância e escolas apenas para o ensino primário.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 48,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

AXYG // EL

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Covid-19: OMS recomenda reforço com vacina da Pfizer em menores de 12 anos

Copenhaga, 21 jan 2022 (Lusa)- O comité de peritos assessor da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou hoje que seja alargada a administração de uma dose reduzida da vacina da Pfizer-BioNTech contra a covid-19 a crianças dos 5 aos 11 anos.

Nuclear: Irão negoceia com Rússia extensão de central em Bushehr

Teerão, 21 jan 2022 (Lusa) -- O Irão está a negociar com a Rússia a construção de duas novas unidades de produção na única central nuclear do país, anunciou hoje um funcionário da Organização de Energia Atómica (AEIO) do país.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.