Info

Portugal com mais 37 mortos e 3.062 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal com mais 37 mortos e 3.062 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas
| País
Porto Canal com Lusa

Portugal contabiliza hoje mais 37 mortos relacionados com a covid-19 e 3.062 novos casos confirmados de infeção, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Atualizado 01-11-2020 15:09

De acordo com o boletim hoje divulgado, Portugal já contabilizou 144.341 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus e 2.544 óbitos.

Das 37 mortes registadas, 20 ocorreram na região Norte, 12 em Lisboa e Vale do Tejo, três no Centro e duas no Alentejo.

Em relação aos internamentos, o número de pessoas hospitalizadas continua a subir há cerca de duas semanas, sendo agora 2.122 pessoas, mais 150 do que no sábado.

Nas últimas 24 horas são menos dois os doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 284.

A DGS revela que estão ativos 60.026 casos de infeção, mais 1.534 do que no sábado.

Também nas últimas 24 horas foram dados como recuperadas 1.491 pessoas, num total de 81.771 desde o início da pandemia.

As autoridades de saúde têm agora sob vigilância 64.805 pessoas, mais 291 nas últimas 24 horas.

A região Norte continua a registar o maior número de novas infeções diárias, tem hoje mais 1.616 casos, totalizando 64.943, e 1.131 mortos, dos quais 20 nas últimas 24 horas, desde o início da pandemia, em março.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 876 novos casos de infeção, contabilizando a região 60.219 casos e 1.004 mortes, das quais 12 nas últimas 24 horas.

Na região Centro registaram-se 430 novos casos, contabilizando 12.717 desde o início da pandemia e 317 mortos.

No Alentejo foram registados mais 74 casos de infeção, totalizando 2.808 com um total de 49 mortos desde o início da pandemia.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 59 casos de infeção, somando 2.838 casos e 28 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores registou-se mais um caso nas últimas 24 horas, somando 370 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou seis novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 446 infeções, sem registo de óbitos por covid-19 até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções, mas é entre os 20 e os 29 que há mais casos de covid-19.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 65.483 homens e 78.858 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.302 eram homens e 1.242 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

O Governo decidiu no sábado novas medidas restritivas para combater o aumento de novos casos, passando 121 municípios a ficar abrangidos, a partir de quarta-feira, pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório.

Os restaurantes nestes 121 concelhos têm de fechar até às 22:30 e todos os estabelecimentos comerciais terão de encerrar, na generalidade, às 22:00.

Também nestes territórios – que representam 70% da população residente -, ficam proibidas as feiras e os mercados de levante, e os eventos e celebrações ficam limitados a cinco pessoas, exceto nos casos em que os participantes pertencem ao mesmo agregado familiar.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 1,2 milhões de mortos e mais de 46 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

+ notícias: País

Covid-19: Portugal com 58.530 infeções, novo máximo diário, e 49 mortes

Portugal registou 58.530 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 49 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Covid-19: Mais de 100 mil crianças e jovens isolados desde que recomeçaram as aulas

Mais de cem mil crianças e jovens testaram positivo ao SARS-CoV-2 desde que as aulas recomeçaram, a 10 de janeiro, e tanto pais como alunos alertam para problemas de aprendizagem com as aulas à distância.

Livro "Milhões a voar" critica injeção na TAP

O novo livro "Milhões a voar" de André Pinção Lucas e Carlos Guimarães Pinto, critica a injeção da TAP e desmonta sete falácias a favor do investimento público. Em declarações ao Porto Canal, André Pinção Lucas, autor do livro, considerou a TAP como "um novo banco com asas" e diz que o valor injetado é "chocante".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS