Covid-19: Madeira com quatro novos casos eleva total de infeções ativas para 161

| País
Porto Canal com Lusa

Funchal, Madeira, 29 out 2020 (Lusa) - A Madeira registou hoje quatro novos casos de covid-19, elevando as infeções ativas no arquipélago para 161, indicou o Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), referindo que foram também sinalizadas 44 situações suspeitas e três recuperações.

"Hoje há quatro novos casos positivos a reportar, pelo que a região passa a contabilizar 427 casos confirmados de covid-19", esclarece o instituto em comunicado, apontando que se trata de dois viajantes provenientes do Reino Unido e um da República Checa e ainda um caso de transmissão local, com associação a outro recentemente diagnosticado.

O arquipélago passa a contabilizar um total de 161 os casos ativos, dos quais 148 foram identificados nas atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira e 13 são casos de transmissão local.

Relativamente à residência dos casos ativos, 135 são não-residentes e 26 são residentes.

Quanto ao isolamento dos infetados, o IASAÚDE índica que 78 pessoas estão numa unidade hoteleira, 81 em alojamento próprio e duas encontram-se internadas na Unidade Polivalente dedicada à covid-19, no Hospital Central do Funchal.

"Há 44 novas situações que se encontram hoje em estudo pelas autoridades de saúde, quatro provenientes da operação de rastreio no aeroporto e 41 relacionadas com contactos com casos positivos", refere o comunicado.

À data, 15.928 pessoas estão a ser acompanhadas com recurso à aplicação 'MadeiraSafe', das quais 6.809 estão em vigilância ativa.

No contexto da operação de rastreio de viajantes nos portos e aeroportos da Madeira e do Porto Santo, em vigor desde 01 de julho, há a reportar um total cumulativo de 96.469 colheitas para teste ao novo coronavírus realizadas até às 16:30 de hoje.

Até ao dia 29 de outubro, foram contabilizadas na Região Autónoma da Madeira 1.883 notificações de casos suspeitos, dos quais 1.460 não se confirmaram.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.428 pessoas dos 132.616 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

DC // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: País

Desacatos em Guimarães: José Luís Carneiro diz que as autoridades desencadearam as diligências necessárias

Sobre os distúrbios provodados por adeptos do Hajduk Split e da claque No Name Boys, José Luís Carneiro, ministro da Administração Interna, não quis confirmar se a intenção era também provocar desacatos na Ribeira do Porto. Mas garante que as autoridades desencadearam as diligências necessárias neste caso.

Seis universidades portuguesas entre as mil melhores do mundo

Seis universidades portuguesas foram incluídas entre as mil melhores do mundo no Ranking de Xangai, hoje publicado, com Harvard a aparecer no topo da lista, dominada pelos Estados Unidos.

Greve de hoje na CP pode provocar atrasos e supressões de comboios

Trabalhadores do setor ferroviário cumprem hoje um dia de greve que poderá causar "perturbações nos serviços" da CP - Comboios de Portugal, segundo a empresa que aponta para a possibilidade de atrasos e supressões de comboios.