OE2021: Conselho de Ministros aprova proposta que chegará ao parlamento na segunda-feira

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 out 2020 (Lusa) - O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano e a proposta de Lei das Grandes Opções, anunciou o Governo em comunicado.

"O Conselho de Ministros aprovou hoje, por via electrónica, a proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2021 e a proposta de Lei das Grandes Opções, as quais haviam sido aprovadas na generalidade no Conselho de Ministros de 08 de outubro", quinta-feira, lê-se num comunciado do Conselho de Ministros.

A proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano será entregue pelo Governo na Assembleia da República na segunda-feira.

FM // MP

Lusa/Fim

+ notícias: Política

PPD, PSD e Regionalização. Uma relação complicada em oito atos

Da "democracia regional", expressão cunhada por Sá Carneiro, à feroz oposição à Regionalização, assumida por figuras como Cavaco Silva - já foram muitas as posições oficiais do Partido Social Democrata (ex-PPD) desde a sua fundação em relação ao tema. No 40.º Congresso, no Porto, abriu-se um novo capítulo: depois de Rui Rio ter assumido o compromisso de apoiar a realização de um Referendo em 2024, o novo líder, Luís Montenegro, tornou pública a sua oposição. A relação do PPD/PSD com a Regionalização é... complicada.

 

Nova vida no PSD. Como ficam as contas na Distrital do Porto?

A Distrital do Porto do PSD poderá mudar de liderança. O Porto Canal sabe que o presidente da Câmara da Trofa, Sérgio Humberto, está na corrida e poderá contar com o apoio de Alberto Machado, atual líder. As eleições estão previstas para a segunda quinzena de setembro.

Do programa de emergência social, à saúde e à redução de impostos: as sete prioridades de Luís Montenegro para o país

No discurso de encerramento do congresso do PSD, o novo líder Luís Montenegro elencou sete temas que serão prioritários para o seu tempo à frente do partido, sendo que a maioria já constava da moção estratégica que fez aprovar pelos delegados: do plano de emergência social ao combate “ao caos” na saúde e da redução da carga fiscal ao referendo à regionalização.