Info

Covid-19: África com mais 293 mortes e 9.672 infetados nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Redação, 09 out 2020 (Lusa) -- África registou nas últimas 24 horas mais 293 mortes devido à covid-19, elevando o número de óbitos para 37.680, num total de 1.546.691 infetados, mais 9.672, segundo os últimos dados sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas o número de recuperados nos 55 Estados-membros da organização foi de 5.657, para um total de 1.279.120.

Segundo o África CDC, a África Austral continua a registar o maior número de casos de infeção e de mortos, com 18.727 vítimas mortais, e 753.890 infetados.

Só na África do Sul, o país mais afetado do continente, estão registados 686.891 casos e 17.408 mortes.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem 373.573 pessoas infetadas e 11.790 mortos e, na África Ocidental, o número de infeções é de 180.163, com 2.651 vítimas mortais.

A região da África Oriental contabiliza agora 180.495 casos e regista 3.449 vítimas mortais e na África Central há 58.570 casos e 1.093 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 6.017 mortos e 104.156 infetados, e Marrocos contabiliza 2.486 vítimas mortais e 142.953 casos.

A Argélia surge logo a seguir, com 52.501 casos de infeção e 2.077 vítimas mortais.

Entre os seis países mais afetados estão também a Etiópia, com 81.797 casos e 1.262 vítimas mortais, e a Nigéria, com 59.841 infetados e 1.113 mortos.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e Moçambique em número de casos.

Angola regista 208 mortos e 5.958 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 5.062 casos), Moçambique (68 mortos e 9.639 casos), Cabo Verde (71 mortos e 6.624 casos), Guiné-Bissau (39 mortos e 2.385 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 921 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e sessenta e três mil mortos e mais de 36,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

APL // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Deutsche Bank com lucro de 2.510 ME em 2021 obtém melhor resultado em 10 anos

Frankfurt, Alemanha, 27 jan 2022 (Lusa) - O Deutsche Bank obteve em 2021 um resultado líquido de 2.510 milhões de euros, quatro vezes superior ao de 2020 (624 milhões de euros) e o mais elevado desde 2011, foi hoje anunciado.

Renault, Nissan e Mitsubishi investem 23.000 ME na produção de automóveis elétricos

Paris, 27 jan 2022 (Lusa) - A parceria formada pela Renault, Nissan e Mitsubishi vai investir 23.000 milhões de euros nos próximos cinco anos no desenvolvimento e produção de novos automóveis elétricos, pretendendo lançar 35 novos modelos até 2030, foi hoje anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.