Covid-19: Recuperação económica dos EUA pode falhar sem mais apoios

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Redação, 06 out 2020 (Lusa) -- O apoio financeiro do Governo dos Estados Unidos e da Reserva Federal (Fed) impulsionaram uma recuperação sólida da recessão da pandemia, mas o processo pode falhar se não houver apoios adicionais, disse hoje o presidente da instituição, Jerome Powell.

Citado pela Associated Press (AP), Powell referiu que o apoio do Governo, incluindo subsídios de desemprego mais alargados, pagamentos diretos às famílias e apoios a negócios de menor dimensão, preveniu, para já, "uma espiral descendente" em que a perda de empregos levaria a uma queda nos gastos dos consumidores, gerando, por sua vez, mais cortes de postos de trabalho.

Ainda assim, Jerome Powell avisou que a economia americana enfrenta ameaças e que, sem mais apoios, pode voltar a cair.

O processo "está longe de estar concluído", alertou hoje num discurso para um grupo de economistas.

"Pouco apoio pode levar a uma retoma fraca, criando problemas desnecessários para os negócios e as famílias. Ao longo do tempo, as insolvências iriam aumentar, prejudicando a capacidade produtiva da economia e impedindo o crescimento de salários", salientou.

Powell notou que a recuperação económica abrandou nos últimos meses, em comparação com maio e junho, tendo, no geral, recuperado apenas pouco mais de metade dos empregos perdidos em março e abril.

O presidente da Fed defendeu que um abrandamento prolongado na recuperação pode gerar "dinâmicas típicas de recessão", recordando ainda que a crise da covid-19 prejudicou de forma "desproporcional" os serviços que envolvem mais contacto, sobretudo restaurantes bares, agências e viagens, cinemas e outros.

Este impacto gerou milhões de desempregados no país. "A medida certa é apoiar estas pessoas" enquanto não encontram novos empregos ou regressam aos antigos, disse.

As negociações entre a líder do Congresso, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro americano Steve Mnuchin, para um novo pacote de apoios, estão em andamento, mas ainda sem um acordo à vista.

 

ALYN // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Autoridades pró-russas anunciam vitória do “sim” à anexação em Zaporijia

As autoridades pró-Moscovo anunciaram, esta terça-feira, que os cidadãos da região ucraniana de Zaporijia, uma das quatro ocupadas pela Rússia, aprovaram a anexação à Federação Russa no referendo organizado pelo Kremlin e que decorreu nos últimos quatro dias.

Protestos no Irão continuam na 12ª noite consecutiva

Esta terça-feira os iranianos voltaram a sair às ruas em protesto contra a morte da jovem Mahsa Amini. O governo iraniano tem marcado uma posição firme contra os manifestantes mesmo com os vários apelos internacionais para terminar com o usa da força.

Ucrânia: Autoridades russas anunciam vitória ampla do "sim" em todos os referendos

As autoridades pró-Rússia nas regiões ucranianas de Zaporijia, Kherson e Lugansk reivindicaram esta terça-feira uma vitória do "sim" à anexação pela Rússia, estando ainda a aguardar-se pelos resultados da quarta região ucraniana ocupada pela Federação Russa.