Info

Covid-19: Alemanha regista 2.563 novos casos nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Berlim, 03 out 2020 (Lusa) -- A Alemanha registou 2.563 novas infeções pelo coronavírus nas últimas 24 horas, sendo este o terceiro dia consecutivo com registo acima dos 2.500 casos, algo que não acontecia desde meados de abril, divulgou hoje o Instituto Robert Koch (RKI).

De acordo com dados do centro epidemiológico alemão, o número de novas infeções diárias "continua a sua lenta tendência de aumento".

Na sexta-feira foram registados 2.673 casos covid-19 na Alemanha e na quinta-feira 2.503.

Há cerca de uma semana, a 26 de setembro, a barreira dos 2.500 casos também já tinha sido ultrapassada com 2.507 infeções.

Na Alemanha, o pico de infeções foi registado entre o final de março e o início de abril, com mais de 6.000 novas infeções diárias.

A 18 de abril, os alemães reportaram 3.609 casos de infeção pelo novo coronavírus.

A Alemanha soma 296.958 casos de covid-19, isto num país cuja população ronda as 83,2 milhões de pessoas.

Segundo o RKI, 260.900 já recuperaram da doença, enquanto o número de mortos sobe para 9.527 pessoas com registo de mais 19 nas últimas 24 horas.

Renânia do Norte-Vestfália e Baviera são os estados federais com mais casos e Bremen e Berlim, os de maior incidência nos últimos sete dias, com 35 e 38 casos por cada 100.000 habitantes.

O governo alemão e os executivos dos 16 estados federais decidiram esta semana endurecer as medidas para conter a pandemia, nomeadamente através da proibição de festas em locais públicos e alugados que ultrapasse os 50 participantes, isto em regiões onde há mais de 35 infeções por semana por 100.000 habitantes.

Já o máximo permitido para reuniões privadas é de 25 participantes.

Também foi acordado impor multas de, pelo menos, 50 euros a quem der informações falsas sobre a sua identidade nas listas de contactos de bares e restaurantes.

Em Berlim também foi decidido impor o uso de máscaras nos escritórios.

A chanceler alemã, Angela Merkel, já defendeu as novas medidas, explicando que em causa está a contenção da propagação das infeções pelo novo coronavírus, mantendo "a atividade económica e as escolas a funciona na medida do possível".

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 34,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (42.268 mortos, mais de 467 mil casos), seguindo-se Itália (35.941 mortos, mais de 319 mil casos), França (32.155 mortos, mais de 589 mil casos) e Espanha (32.086 mortos, mais de 789 mil casos).

Portugal contabiliza 1.983 mortos em 77.284 casos de infeção.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

PFT // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Pfizer aprova o primeiro comprimido contra a doença

A autoridade norte-americana da saúde, a Food and Drug Administration, aprovou esta quinta-feira o uso do comprimido da Pfizer contra covid-19, o primeiro tratamento oral nos EUA para combate à doença

ONU exige libertação imediata de navio dos EAU apreendido por rebeldes no Iémen

Nações Unidas, Nova Iorque, 14 jan 2022 (Lusa) -- O Conselho de Segurança da ONU exigiu hoje a "libertação imediata" do navio dos Emirados Árabes Unidos (EAU) confiscado no início deste mês pelos rebeldes Huthis, bem como da respetiva tripulação, indicaram fontes diplomáticas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.