Info

Covid-19: Pelo menos 5.228 mortos no mundo nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 02 out 2020 (Lusa) -- A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 5.228 mortos nas últimas 24 horas no mundo, elevando para 1.024.093 as vítimas mortais desde o surgimento da doença no final de dezembro, indica um balanço diário da AFP.

No mesmo período foram recenseados 324.076 novos casos no mundo. Os países que registaram o maior número de mortes nos seus últimos balanços são a Índia, com 1.095 novos mortos, os Estados Unidos (949) e o Brasil (728).

No total, a pandemia do novo coronavírus já provocou pelo menos 1.024.093 mortos desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) na China assinalou o surgimento da doença no final de dezembro.

Pelo menos 34.354.350 casos foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, com pelo menos 23.733.500 pessoas hoje consideradas recuperadas.

No entanto, o número de casos diagnosticados apenas reflete uma fração do número real de contaminações. Diversos países apenas testam os casos mais graves, outros privilegiam os testes para rastreio e numerosos países pobres apenas dispõem de capacidades limitadas de despistagem.

Segundo o balanço da universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos são o país mais atingido em número de mortos e em casos, com 207.816 óbitos para 7.279.065 casos recenseados. Pelo menos 2.840.688 pessoas foram declaradas curadas.

Após os Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 144.680 mortos para 4.847.092 casos, a Índia 99.773 mortos (6.391.068 casos), o México com 78.078 mortos (748.315 casos), e o Reino Unido com 42.202 mortos (460.178 casos).

Entre os países mais duramente atingidos, o Peru assinala o maior número de mortos em relação à sua população, com 99 óbitos por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (86), Bolívia (69), Espanha (68) e o Brasil (68).

A China, excluindo os territórios de Hong Kong e Macau, assinalou um total de 85.424 casos (10 novas infeções entre quinta-feira e sexta-feira), incluindo 4.634 mortos (sem novos falecimentos), e 80.601 pessoas recuperadas.

Hoje, de acordo com o balanço da AFP emitido às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa), a América Latina e Caraíbas totalizavam 349.179 mortes por 9.470.515 casos, a Europa 233.653 mortes (5.579.419 casos), os Estados Unidos e o Canadá 217.165 mortes (7.439.330 casos), a Ásia 140.804 mortes (8.325.540 casos), o Médio Oriente 46.221 mortes (2.015.111 casos), a África 36.096 mortes (1.492.640 casos), e a Oceânia 975 mortes (31.799 casos).

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial de Saúde.

Devido às correções fornecidas pelas autoridades ou às publicações tardias dos dados, o aumento do número de casos em 24 horas pode não corresponder exatamente aos divulgados na véspera.

PCR // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Covid-19: Secretário de Estado do Vaticano e seu 'número dois' testam positivo

Cidade do Vaticano, 18 jan 2022 (Lusa) - O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, e o seu 'número dois', arcebispo Edgar Peña Parra, testaram positivo para o novo coronavírus e estão em isolamento, informou hoje o Vaticano.

Ucrânia: Rússia desloca forças para exercícios conjuntos na Bielorrússia

Moscovo, 18 jan 2022 (Lusa) -- A Rússia deslocou tropas do extremo leste do país para a Bielorrússia, onde vão participar em exercícios militares, indicaram hoje responsáveis oficiais, o que implica uma nova concentração de tropas junto das fronteiras ucranianas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.