Info

Covid-19: Pelo menos 5.653 mortos em todo o mundo nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 30 set 2020 (Lusa) -- A pandemia do novo coronavírus provocou pelo menos 5.653 mortos nas últimas 24 horas, elevando para 1.012.093 os mortos no mundo desde o surgimento da doença no final de dezembro, indica um balanço diário da AFP.

No balanço das últimas 24 horas, foram recenseados 5.653 óbitos e 288.127 novos casos no mundo. Os países que registaram mais mortes nos seus últimos balanços são a Índia (1.179), os Estados Unidos (871) e o Brasil (863).

Mais de 33.719.740 casos foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, com pelo menos 23.249.700 pessoas hoje consideradas como recuperadas.

No entanto, o número de casos diagnosticados apenas reflete uma fração do número real de contaminações. Diversos países apenas testam os casos mais graves, outros privilegiam os testes para rastreio e numerosos países pobres apenas dispõem de capacidades limitadas de despistagem.

Segundo o balanço da universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos são o país mais atingido em número de mortos e em casos, com 206.005 óbitos para 7.191.349 casos recenseados. Pelo menos 2.813.305 pessoas foram declaradas curadas.

Após os Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 142.921 mortos para 4.777.522 casos, a Índia com 97.497 mortos (6.225.763 casos), o México com 77.163 mortos (738.163 casos), e o Reino Unido com 42.072 mortos (446.156 casos).

Entre os países mais duramente atingidos, o Peru assinala o maior número de mortos em relação à sua população, com 98 óbitos por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (86), Bolívia (68), Espanha (68) e o Brasil (67).

A China, excluindo os territórios de Hong Kong e Macau, assinalou um total de 85.384 casos (12 novas infeções entre terça-feira e quarta-feira), incluindo 4.634 mortos (sem novos falecimentos), e 80.566 pessoas recuperadas.

Hoje, de acordo com o balanço da AFP emitido às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa), a América Latina e Caraíbas totalizavam 344.986 mortes por 9.324.712 casos, a Europa 231.951 mortes (5.440.587 casos), Os Estados Unidos e o Canadá 215.330 mortes (7.348.038 casos), a Ásia 138.029 mortes (8.133.468 casos), o Médio Oriente 45.157 mortes (1.966.061 casos), a África 35.670 mortes (1.475.239 casos ), e a Oceânia 970 mortes (31.637 casos).

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial de Saúde.

Devido às correções fornecidas pelas autoridades ou às publicações tardias dos dados, o aumento do número de casos em 24 horas pode não corresponder exatamente aos divulgados na véspera.

PCR // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Deutsche Bank com lucro de 2.510 ME em 2021 obtém melhor resultado em 10 anos

Frankfurt, Alemanha, 27 jan 2022 (Lusa) - O Deutsche Bank obteve em 2021 um resultado líquido de 2.510 milhões de euros, quatro vezes superior ao de 2020 (624 milhões de euros) e o mais elevado desde 2011, foi hoje anunciado.

Renault, Nissan e Mitsubishi investem 23.000 ME na produção de automóveis elétricos

Paris, 27 jan 2022 (Lusa) - A parceria formada pela Renault, Nissan e Mitsubishi vai investir 23.000 milhões de euros nos próximos cinco anos no desenvolvimento e produção de novos automóveis elétricos, pretendendo lançar 35 novos modelos até 2030, foi hoje anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.