Covid-19: Associação automóvel quer redução do ISV e registo profissional dos revendedores

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 25 set 2020 (Lusa) - A Associação Nacional do Ramo Automóvel (ARAN) propôs ao Governo a redução do Imposto Sobre Veículos (ISV) e a criação de um registo profissional de revendedores automóveis para a recuperação do setor, impactado pela pandemia de covid-19.

"A redução do ISV é uma das medidas sugeridas, considerada relevante pois permitirá aumentar a tesouraria das empresas (transformando mercadorias em liquidez), apoia a renovação do parque automóvel e atenua o impacto da quebra da receita fiscal (ISV e IVA)", defende a ARAN em comunicado.

Entre as cinco medidas com vista a impulsionar a retoma do setor automóvel, afetado pela crise causada pela pandemia de covid-19, a ARAN propõe ainda a criação de um registo profissional de revendedores de veículos automóveis.

Para a associação, este registo teria "forte impacto na tesouraria das empresas, importante no combate à evasão fiscal e potenciaria a criação de uma base estatística fidedigna referente ao comércio de automóveis usados".

As deduções à coleta do IVA referente a despesas de manutenção e reparação automóvel é a terceira medida proposta pela ARAN, que considera "muito relevante para estimular a recuperação do setor, combater a evasão fiscal e a economia paralela".

"Por outro lado, a exclusão, em sede de tributação autónoma, dos encargos suportados pelas empresas com manutenção e reparação de automóveis é uma medida com vantagens ao nível do apoio à tesouraria das empresas, promoção de justiça fiscal e da segurança rodoviária", continua a associação.

A ARAN propõe também "incentivos à renovação do parque automóvel" como "medida impulsionadora da renovação e modernização do parque automóvel e da reconversão e transição do setor e mobilidade".

O presidente da ARAN, Rodrigo Ferreira da Silva, defende que "é urgente o apoio do Governo ao setor automóvel na atual crise económica" e que o pacote de medidas proposto "é fortemente vantajoso para potenciar a retoma económica do setor".

"Está em causa a sobrevivência do setor automóvel composto por diferentes tipologias de empresas, desde as maiores exportadoras, às PME, a microempresas", sublinha Ferreira da Silva, citado no documento.

A associação realça que o setor automóvel "é estratégico para a economia, representando cerca de 20% das receitas fiscais do Estado, 19% do PIB português e empregando cerca de 200 mil pessoas".

DF // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Pagamentos em atraso sobem para 778,1 ME até agosto

Os pagamentos em atraso das entidades públicas atingiram os 778,1 milhões de euros em agosto, um aumento em 157,6 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento

Euro cai para novo mínimo de 20 anos depois de viragem à direita em Itália

O euro reagiu esta segunda-feira com um novo mínimo de vinte anos à viragem à direita em Itália depois da vitória nas eleições gerais de domingo da coligação formada pelos Irmãos de Itália (FdI), a Liga e Forza Italia (FI).

Apoio de 125 euros será pago a partir de 20 de outubro

Os apoios de 125 euros e de 50 euros às famílias anunciados pelo Governo no pacote de medidas para compensar o impacto do aumento dos preços serão pagos por transferência bancária a partir de 20 de outubro.