Info

Covid-19: Colômbia regista mais 169 mortos e 6.678 infetados

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bogotá, 21 set 2020 (Lusa) - A Colômbia registou 6.678 infetados e 169 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de casos para 765.076 e o de óbitos para 24.208.

O número de casos ativos até o momento é de 106.067, o equivalente a 13,86%, enquanto o os recuperados chegou aos 633.199 (82,76%) e o de óbitos representa 3,16% do total de infetados.

Dos casos confirmados este domingo, o maior número foi registado em Bogotá, com 1.830 contágios.

A capital colombiana, principal foco do país, acumula 252.319 infetados, seguida de Antioquia (103.915).

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 957.948 mortos e mais de 30,8 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

JMC // JMC

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos pede "libertação imediata" do PR do Burkina Faso

Genebra, 25 jan 2022 (Lusa) - A Alta-Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, apelou hoje à "libertação imediata" do Presidente do Burkina Faso, Roch Marc Christian Kaboré, deposto por um golpe militar este fim de semana.

Polícia britânica está a investigar "festas" durante pandemia em Downing Street

Londres, 25 jan 2022 (Lusa) - A polícia britânica anunciou hoje que está a investigar as presumíveis festas organizadas em Downing Street durante os períodos de confinamento impostos no âmbito da pandemia, situação que está a colocar sob forte pressão o primeiro-ministro Boris Johnson.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.