Bombeiros de Vila Pouca de Aguiar com quatro elementos infetados por Covid-19

Bombeiros de Vila Pouca de Aguiar com quatro elementos infetados por Covid-19
| Norte
Porto Canal com Lusa

Os Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar têm quatro elementos com covid-19, três deles detetados após testes realizados aos bombeiros em contacto com o primeiro caso positivo, adiantou à Lusa o presidente da Câmara, Alberto Machado.

O autarca de Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real, explicou que a informação de um voluntário daquela corporação infetado com o novo coronavírus surgiu na sexta-feira, sendo promovida de imediato uma reunião de emergência e que, após testagem aos elementos em contacto com o infetado, detetaram-se mais três casos positivos para a covid-19.

“Pedimos à saúde pública para fazer testes a todos os bombeiros em contacto no mesmo horário de serviço com o bombeiro infetado e estes realizaram-se no fim de semana”, frisou.

Dos 25 testes realizados, surgiram mais dois positivos e quatro inconclusivos, que após repetição dos testes deram negativo, acrescentou.

Dois dos bombeiros realizaram o teste à covid-19 mais tarde, na terça-feira de manhã, e um revelou-se também positivo, elevando o total para quatro, disse ainda.

Alberto Machado sublinhou que durante este processo a autarquia tem colocado à disposição um espaço para isolamento, quer para os bombeiros infetados quer para aqueles que tiveram testes inconclusivos, instalações “dignas e com todas as condições para evitar contágios”.

O autarca de Vila Pouca de Aguiar realçou que os bombeiros estão em contacto com a população, principalmente a mais fragilizada, e que é necessário “haver uma garantia” de que estão bem.

“O bombeiro não é um cidadão normal, é um cidadão que no dia-a-dia está em situação de risco e socorro”, apontou.

Hoje de manhã decorreu nova reunião entra a autarquia e a direção dos bombeiros para a marcação de novos testes a todo o universo da corporação, que é superior a 70 pessoas, revelou Alberto Machado.

À Lusa, o presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar, José Eduardo Quinteiro, explicou que, neste momento, “não há nenhuma suspeita de mais infetados”, mas que “irão ser realizados mais testes”.

“Vamos fazer testes a todo o universo dos bombeiros, após o número de dias suficientes para que os resultados sejam o mais fidedignos possível”, lembrou.

José Eduardo Quinteiro garantiu ainda que a corporação está a funcionar em pleno.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 929.391 mortos e mais de 29,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.875 pessoas dos 65.021 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde (DGS).

+ notícias: Norte

Populares e ativistas marcaram presença num protesto contra a exploração de lítio na mina do Barroso

Na manhã desta terça-feira, dezenas de populares e ativistas marcaram presença numa manifestação contra a exploração de lítio na mina do Barroso. A arruada simbólica serviu de alerta para os impactos ambientais e para a escassez de água de que a região enfrenta e que a extração mineira pode agravar.

Trabalhadores da maior produtora de cogumelos frescos em greve por melhores salários e condições de trabalho

Os trabalhadores das unidades de produção da maior produtora de cogumelos frescos do país estiveram em greve ao longo desta terça-feira. Ao que apurou o Porto Canal, os trabalhadores exigem um aumento dos salários, do subsídio de alimentação e ainda melhores condições de trabalho.

Uso "desenfreado" de trotinetes aumentou "medo de usar o espaço público" em invisuais

O uso "desenfreado e sem civismo" de trotinetes aumentou o medo de usar o espaço público nas pessoas invisuais, agudizando o sentimento de isolamento de quem não vê, denunciou esta terça-feira a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal.