Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Infantário da Covilhã encerrado "por prevenção"

| País
Porto Canal com Lusa

Covilhã, Castelo Branco, 14 set 2020 (Lusa) - O jardim-de-infância do Rodrigo, na Covilhã, foi encerrado "por prevenção" na sequência de uma situação de covid-19 que envolve quatro pessoas da mesma família, entre as quais uma criança que frequenta aquele espaço, disse à agência Lusa o presidente da Câmara.

"O jardim-de-infância foi encerrado por cautela e prevenção e, entretanto, os serviços da proteção civil municipal já procederam à desinfeção e higienização das duas salas", referiu Vítor Pereira.

O autarca deste município do distrito de Castelo Branco indicou que a medida vai manter-se até nova reavaliação das entidades de saúde e foi determinada no fim de semana, depois de quatro pessoas da mesma família terem testado positivo para a covid-19.

Segundo adiantou, estão em causa um casal e dois filhos menores, que se encontram estáveis e a cumprir isolamento em casa.

A situação está a ser acompanhada pelas entidades de saúde e a rede de contactos desta família já começou a ser testada, aguardando-se os respetivos resultados.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 921.097 mortos e mais de 28,8 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.867 pessoas dos 63.983 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

CYC // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Portugal com 23 casos confirmados de infeção pelo vírus 'monkeypox'

Mais nove casos de infeção pelo vírus 'monkeypox' foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS), que aguarda resultados relativamente a outras amostras.

Serviços mínimos não estão garantidos e há ambulâncias do INEM paradas

Mais de uma dezena de ambulâncias do INEM estão paradas devido à greve da Função Pública, segundo o Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, que revelou que o instituto não nomeou os elementos para garantir serviços mínimos, tarefa que o INEM diz não ser necessária.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras