Covid-19: Reino Unido com mais 1.041 infeções e seis mortes

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Londres, 23 ago 2020 (Lusa) -- O Reino Unido registou mais 1.041 novas infeções por covid-19 nas últimas 24 horas, sendo o quarto dia consecutivo que notifica mais de mil infeções diárias, e mais seis mortes.

O número acumulado de mortes por covid-19, desde que começou a pandemia, eleva-se a 41.429 e o número de infetados é de 325.642, após terem sido feitos um total de 15.177.265 testes de diagnóstico.

O Governo informou hoje que nas últimas 24 horas foram admitidas nos hospitais britânicos 97 pessoas infetadas com o novo coronavírus, e que 72 pacientes precisaram de ventilação assistida.

Com as escolas a reabrir em todo o país no início de setembro, o Governo realçou que não considera atrasar esse calendário.

A agência de saúde pública do Reino Unido publicou hoje um relatório no qual garante que os contágios nas escolas foram "pouco comuns" em junho, quando algumas turmas das escolas primárias voltaram a ter aulas presenciais.

Nesse período foram detetados 67 contágios em escolas, que afetaram 30 alunos e 37 trabalhadores.

Nenhuma criança teve de ser hospitalizada e um dos funcionários foi admitido numa unidade de cuidados intensivos.

Numa declaração conjunta, os conselhos médicos das quatro regiões britânicas defenderam que os riscos a longo prazo para as crianças de se manterem as escolas fechadas são maiores do que o regresso à escola.

E salientaram "a necessidade de manter a distância social" nas escolas, e outras medidas para limitar a transmissão, "tanto dentro como fora da sala de aula, particularmente entre os funcionários e entre os alunos mais velhos e os adultos".

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 805 mil mortos e infetou mais de 23 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.796 pessoas das 55.597 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

FP // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

França rejeita a construção de gasoduto que liga Península Ibérica ao resto da Europa

França está contra as intenções mostradas pela Alemanha, Espanha, Portugal e a Comissão Europeia sobre a construção de um novo gasoduto com a Península Ibérica e mantém as suas fortes reticências à ideia de reavivar o projeto MidCat pelos Pireneus catalães, que se abandonou em 2019.

Depois da vaga de calor, chuvas torrenciais inundam ruas de Paris 

Após semanas de calor, a chuva caiu com grande intensidade em Paris durante 90 minutos. De acordo com os serviços meteorológicos, em hora e meia registou-se "70% da precipitação habitual para um mês". Várias ruas, avenidas e estações de metro ficaram inundadas e a circulação rodoviária foi interrompida em vários pontos da capital gaulesa. 

Guterres aponta estabilização de preços de alimentos e pede desmilitarização de Zaporijia

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, identificou esta quinta-feira sinais de estabilização dos mercados globais de alimentos e pediu, após uma reunião com os presidentes ucraniano e turco, a desmilitarização da central nuclear de Zaporijia, sob ocupação russa.