Covid-19: Queda do PIB confirma quebra "muito acentuada" da atividade - Siza Vieira

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 31 jul 2020 (Lusa) -- O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse hoje que a quebra de 16,5% do PIB no segundo trimestre "confirma o que já se sabia", ou seja, "uma queda muito acentuada da atividade económica".

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o PIB caiu 16,5% no segundo trimestre do ano face ao mesmo período de 2019, e 14,1% em cadeia - relativamente ao primeiro trimestre do ano -, devido aos efeitos económicos da pandemia de covid-19.

"É uma quebra de PIB que confirma aquilo que já se sabia, que nós tivemos nos meses de abril e maio uma queda muito acentuada da atividade económica, com uma quebra muito acentuada do consumo privado, uma quebra do investimento, mas sobretudo uma grande quebra das exportações. São estes fatores, sobretudo a queda das exportações que explicam a queda do PIB no segundo trimestre", disse Siza Vieira aos jornalistas.

 

ICO // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Pagamentos em atraso sobem para 778,1 ME até agosto

Os pagamentos em atraso das entidades públicas atingiram os 778,1 milhões de euros em agosto, um aumento em 157,6 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento

Euro cai para novo mínimo de 20 anos depois de viragem à direita em Itália

O euro reagiu esta segunda-feira com um novo mínimo de vinte anos à viragem à direita em Itália depois da vitória nas eleições gerais de domingo da coligação formada pelos Irmãos de Itália (FdI), a Liga e Forza Italia (FI).

Apoio de 125 euros será pago a partir de 20 de outubro

Os apoios de 125 euros e de 50 euros às famílias anunciados pelo Governo no pacote de medidas para compensar o impacto do aumento dos preços serão pagos por transferência bancária a partir de 20 de outubro.