Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Queda do PIB confirma quebra "muito acentuada" da atividade - Siza Vieira

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 31 jul 2020 (Lusa) -- O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse hoje que a quebra de 16,5% do PIB no segundo trimestre "confirma o que já se sabia", ou seja, "uma queda muito acentuada da atividade económica".

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o PIB caiu 16,5% no segundo trimestre do ano face ao mesmo período de 2019, e 14,1% em cadeia - relativamente ao primeiro trimestre do ano -, devido aos efeitos económicos da pandemia de covid-19.

"É uma quebra de PIB que confirma aquilo que já se sabia, que nós tivemos nos meses de abril e maio uma queda muito acentuada da atividade económica, com uma quebra muito acentuada do consumo privado, uma quebra do investimento, mas sobretudo uma grande quebra das exportações. São estes fatores, sobretudo a queda das exportações que explicam a queda do PIB no segundo trimestre", disse Siza Vieira aos jornalistas.

 

ICO // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Bruxelas melhora crescimento de Portugal para 5,8% este ano

A Comissão Europeia reviu hoje em alta de 0,3 pontos percentuais (p.p.) o crescimento económico esperado para Portugal este ano, para 5,8%, apesar dos desafios externos, segundo as previsões macroeconómicas de primavera hoje divulgadas.

Inflação em Portugal nos 7,2% em abril, atinge valor mais alto em 29 anos

A variação homóloga do índice de preços no consumidor (IPC) foi de 7,2% em abril, acima dos 5,3% do mês anterior e o valor mais alto desde março de 1993, confirmou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras