Suspeito de duplo homicídio de familiares em Valpaços posto em liberdade

| Norte
Porto Canal com Lusa

O homem detido por suspeitas de ter matado no sábado a tiro de caçadeira dois familiares no concelho de Valpaços, distrito de Vila Real, foi posto em liberdade, disse hoje à agência Lusa fonte judicial.

Segundo a mesma fonte, perante as provas existentes, o homem, de 66 anos, foi constituído arguido, sujeito à medida de coação mais leve, o termo de identidade e residência, e libertado durante a madrugada de hoje, depois de ouvido pela Polícia Judiciária (PJ).

As vítimas mortais, com idades entre os 50 e os 55 anos, foram encontradas ao início da tarde de sábado baleadas num terreno agrícola na localidade da Estrada da Avarenta, freguesia de Carrazedo de Montenegro, para onde tinham ido trabalhar de manhã, depois de não regressarem para o almoço.

No sábado, o tenente Rui Bento, do Comando de Vila Real da GNR, explicou que, inicialmente, a informação que as autoridades tinham era a de que as vítimas fossem um casal, mas que depois se confirmou que os mortos eram ambos irmãos da mulher do suspeito.

Contudo, o Comando Geral da GNR eslareceu hoje à Lusa que as vítimas mortais são mesmo um casal (marido e mulher), um deles irmão/irmã da mulher do suspeito.

No sábado, a GNR, que procedeu à detenção do suspeito de duplo homicídio e depois o entregou à PJ, disse à Lusa que o mesmo não resistiu à detenção e que se entregou à GNR.

Os militares apreenderam ainda uma caçadeira e uma carabina.

Durante as diligências entretanto realizadas, a PJ concluiu que não foi nenhuma destas foi a arma do crime.

+ notícias: Norte

Ministério da Educação recebe mil pedidos por semana para substituir professores que pediram baixa

Há cerca de mil baixas médicas apresentadas por professores todas as semanas, docentes que é preciso substituir rapidamente, afirmou esta segunda-feira o ministro da Educação, João Costa.

Casal denuncia violência e homofobia em bar no Porto. Gerente desmente e fala de ameaças

Um casal homossexual alega ter sido agredido por funcionários da discoteca "Foz na Baixa", na madrugada de domingo. Os indivíduos anunciaram que vão avançar com uma queixa-crime contra o estabelecimento e contra os seguranças envolvidos no incidente. Vitor Rajão, responsável pelo espaço nega as acusações homofóbicas que lhe são dirigidas e realça o “o comportamento desagradável e alterado” das alegadas vítimas. 

Porto: entrada na VCI pela Circunvalação cortada à noite até quinta-feira 

A entrada na Autoestrada (A)3 pela Estrada da Circunvalação, para quem segue do Hospital João e da rotunda da Areosa, vai ser cortada entre as 21h00 e as 07h00 entre esta segunda-feira e quinta-feira, revelou em comunicado a Brisa.