Covid-19: Sobe para 20 número de mortes no Lar da Misericórdia de Aveiro

Covid-19: Sobe para 20 número de mortes no Lar da Misericórdia de Aveiro
| País
Porto Canal com Lusa

O Lar da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro registou nas últimas 48 horas mais duas mortes de utentes infetados com o novo coronavírus, elevando para 20 o número de óbitos associados à covid-19 na instituição, foi hoje anunciado.

"Na última madrugada morreu uma mulher com cerca de 85 anos e de sábado para domingo morreu uma mulher com cerca de 90 anos. Elas estavam infetadas, mas não tinham febre nem dificuldades respiratórias", disse à Lusa Francisco Ferreira, da direção da misericórdia aveirense.

Dos 119 utentes do Lar situado no Complexo Social da Moita, em Oliveirinha, 77 acusaram positivo nos testes de despiste da covid-19. Estes utentes foram colocados numa ala autónoma e "estão confinados aos quartos".

"Entre os idosos infetados há uma percentagem muito alta de pessoas que ou não tiveram sintoma nenhum ou foram coisas muito ligeiras", precisou Francisco Ferreira, adiantando que estes utentes "continuam a manter a sua rotina, levantam da cama, vestem-se e vão à casa de banho".

Quanto aos doentes acamados positivos, o responsável refere que "nenhum tem febre ou está com dificuldade respiratória".

O dirigente destacou ainda o esforço dos funcionários, que têm optado por pernoitar num edifício anexo ao Lar para evitar contactos com o exterior e que "estão a fazer turnos de 12 horas sem folgas", além dos voluntários que vieram reforçar os recursos humanos.

Desde o início da pandemia da covid-19 já morreram cerca de 40 idosos nos lares da região de Aveiro.

O maior número registou-se no lar da Misericórdia de Aveiro, com 20 óbitos, seguindo-se o lar de São José, em Ílhavo, com sete óbitos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortos, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%).

Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

+ notícias: País

Fisco vai avaliar e atualizar matrizes das barragens para cobrar IMI

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai fazer uma avaliação e atualização das matrizes das barragens e avançar com a cobrança do IMI desta tipologia de bens, segundo determina um despacho do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Nuno Félix.

Período de transição entre contratos do SIRESP vai custar ao Estado 7,4 milhões de euros

O período de transição vai custar, ao Estado, 1,2 milhões de euros por mês. De acordo com o Jornal de Notícias, o processo só deverá estar concluído no final de junho.

Primeiro prazo para reforço do poder das regiões já falhou

O prazo para o reforço do poder das regiões, no âmbito da transferência de competências das direcções regionais para as CCDR, seria o fim de janeiro. No entanto, de acordo com o jornal Público, o diploma ainda não está concluído.