Covid-19: Câmara de Melgaço coloca cerco sanitário em aldeia com 370 habitantes

| Norte
Porto Canal com Lusa

Melgaço, Viana do Castelo, 25 mar 2020 (Lusa) - A Câmara de Melgaço implementou hoje um cerco sanitário na aldeia de Parada do Monte, com 370 habitantes, após a confirmação do terceiro caso de infeção pelo novo coronavírus, disse à Lusa o presidente do município.

Contactado pela agência Lusa, Manoel Batista explicou que a decisão foi tomada hoje de manhã, em articulação com as autoridades de saúde e o posto local GNR.

"A medida já está implementada. Já ninguém sai de Parada do Monte e as entradas estão limitadas a situações estritamente necessárias", afirmou, referindo desconhecer a duração da medida que será "avaliada diariamente".

Segundo o autarca socialista daquele concelho do distrito de Viana do Castelo, "há mais duas pessoas em isolamento profilático, em casa, à espera do resultado dos testes de despiste da doença".

Questionado sobre a origem do foco registado naquela aldeia, Manoel Batista adiantou que "a hipótese explicativa mais plausível é que a transmissão tenha sido feita pelo filho e a nora do primeiro doente infetado, emigrantes que chegaram no início de março à freguesia".

"Ambos estão também em confinamento domiciliário", reforçou.

O primeiro caso confirmado é o de um homem de 82 anos e o casal hoje confirmado tem 82 e 85 anos, todos internados no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

A aldeia está integrada na União de Freguesia de Parada do Monte e Cubalhão, no total, de acordo com o Censos de 2011, com 526 habitantes.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro na China e já infetou mais de 428.000 pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 19.000 morreram.

O continente europeu é atualmente o que regista maior número de novos casos, 226.000, sendo Itália o país com mais vítimas mortais em todo o mundo. Contabiliza 6.820 mortos em 69.176 diagnósticos positivos e, desses infetados, mais de 7.000 já foram dados como curados pelas autoridades.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde indicou hoje que o surto de covid-19 já provocou 43 mortes e 2.995 infetados.

Dada a evolução da pandemia, a 17 de março o Governo declarou o estado de calamidade pública no concelho de Ovar e, desde as 00:00 do dia 19, todo o país se encontra em estado de emergência, o que vigorará até às 23:59 do dia 02 de abril.

ABC//LIL

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Continuam as apostas no aeroporto do Porto. Lufthansa reforça a oferta para este verão

Há mais uma companhia que vai reforçar a frequência de voos a partir da cidade do Porto, durante este verão. A Swiss International Airlines, que pertence ao grupo Lufthansa, passará a ter 14 ligações diárias com destino a Zurique e Genebra.

O município salienta que este é o resultado de uma estratégia da região Norte para atrair transportadoras estrangeiras, como resposta ao desinvestimento da TAP.

Ordem dos Médicos vai agir judicialmente contra o Governo

A Ordem dos Médicos vai agir judicialmente contra o Governo. Em causa está a contratação de médicos sem especialidade para a prestação de cuidados de saúde primária. O bastonário da Ordem dos Médicos diz que se o Governo insistir, os próximos tempos serão difíceis.

Seca severa em Chaves: Bombeiros abastecem diariamente depósitos de água na aldeia de Nantes 

Os bombeiros estão a abastecer diariamente os depósitos de água na aldeia de Nantes, em Chaves, por causa da seca e do consequente enfraquecimento da nascente. Mesmo com esta ajuda há dias em que a água não é suficiente.