Covid-19: China permanece sem novas infeções locais, mas casos importados aumentam

Covid-19: China permanece sem novas infeções locais, mas casos importados aumentam
| Mundo
Porto Canal com Lusa

A China anunciou hoje que não registou, pelo terceiro dia consecutivo, novas infeções locais elo novo coronavírus, embora o número de casos importados continue a aumentar, com 41 registos nas últimas 24 horas.

A Comissão de Saúde da China informou que, até ao início do dia de hoje (16:00 de sexta-feira em Lisboa) foram registados um aumento dos casos importados, com 41 infeções, e sete mortes, todas na província de Hubei e seis na sua capital, Wuhan, o foco da pandemia.

O número de casos graves foi reduzido em 173, enquanto 590 pacientes tiveram alta dos hospitais, segundo a comissão, que relatou 36 novos casos suspeitos do vírus, que ainda não estão confirmados.

O número total de casos confirmados em todo o país aumentou para 81.008 e o número de mortes para 3.255, enquanto 71.740 pacientes tiveram alta desde o início do surto.

Desde então, 685.866 contactos próximos dos infetados foram monitorados, dos quais 9.371 permanecem sob observação médica.

Entre os 41 novos casos importados do exterior, 14 foram relatados em Pequim, 9 em Xangai (leste), 7 na província de Cantão (sul), 4 em Fujian (sudeste), 2 em Zheijang (leste), Shandong (nordeste) e Shaanxi (noroeste) e 1 em Sichuan (sudoeste).

O número total de infeções detetadas em viajantes chineses e estrangeiros residentes que regressaram ao país atinge os 269 casos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 11.100 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 182 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

+ notícias: Mundo

Suspeito de ataque em Copenhaga tem antecedentes psiquiátricos

O alegado autor de um tiroteio ocorrido no domingo em Copenhaga, que fez três mortos e quatro feridos graves, tem antecedentes de doença psiquiátrica, indicou hoje a polícia dinamarquesa, afirmando não haver indícios de "um ato terrorista".

Vários mortos em tiroteio na Dinamarca. Suspeito é dinamarquês e tem 22 anos

Várias pessoas morreram num tiroteio no centro comercial Field's, em Copenhaga, capital da Dinamarca, revelou a polícia. Uma pessoa foi detida.

Rússia anuncia controlo total da região ucraniana de Lugansk. Ucrânia desmente. 

O ministro da Defesa russo Serguei Shoigu afirmou hoje que as forças russas controlam toda a região ucraniana de Lugansk, no Donbass, depois de conquistada a cidade-chave de Lisichansk, alvo de combates intensos nos últimos dias.