Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Argentina em quarentena total e obrigatória até 31 de março

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Buenos Aires, 20 mar 2020 (Lusa) - O Presidente da Argentina anunciou um "isolamento social preventivo e obrigatório" em todo o país, entre hoje e 31 de março, para tentar conter o avanço da Covid-19, que soma 128 infetados e três mortes.

"Acabo de emitir um decreto de necessidade e urgência pelo qual toda a Argentina, todos os argentinos, a partir das 00:00 deverão submeter-se ao isolamento social preventivo e obrigatório. A partir desse momento, ninguém pode sair das suas residências. Todos têm de ficar em casa", anunciou Alberto Fernández, numa intervenção feita a partir da residência presidencial de Olivos, onde instalou o gabinete desde que a epidemia chegou ao país.

O objetivo é "evitar que o vírus se propague para que o sistema sanitário argentino possa enfrentar" esta doença, salientou.

Fernández também justificou a mudança de quarentena voluntária para obrigatória devido ao comportamento de parte da população que aproveitou a situação para viajar para as praias.

"Continuamos a ter problemas com pessoas que não entendem que não se pode circular pelas ruas porque o risco a que expõem os outros é muito grande", acusou Fernández, visivelmente irritado.

O cumprimento da quarentena será responsabilidade das forças de segurança argentinas, que vão controlar a circulação de pessoas e veículos.

"Seremos absolutamente inflexíveis", advertiu o Presidente. "Aquele que não puder explicar o que faz na rua será submetido ao código penal", avisou.

As exceções da medida abrangem pequenos comércios de bairro, como mercearias e lojas de ferragens, além de atividades comerciais como supermercados e farmácias.

Há também 24 profissões isentas, como membros de governos provinciais e municipais, diplomatas, pessoal da saúde, das forças de segurança e das forças armadas, responsáveis pela produção de alimentos, de fármacos e de combustíveis.

"Temos duas lutas: contra a pandemia e contra a psicose", disse Alberto Fernández, ao pedir que não haja pânico. O Presidente também sublinhou que, apesar do estado excepcional, as medidas estão dentro do regime democrático.

"É uma medida excepcional num momento excepcional, mas absolutamente dentro do que a democracia permite. Seremos muito severos com quem não respeitar o isolamento. E seremos severos porque a democracia nos exige", defendeu.

Logo depois do anúncio, a Presidência argentina divulgou uma "Carta do Presidente aos Argentinos", na qual Alberto Fernández classificou a pandemia da Covid-19 como "o problema de Saúde mais grave que o país teve em toda a sua vida democrática" e "a prova mais exigente que a Argentina teve neste século".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 86.600 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 179 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

MYR // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Putin ameaça com ataques "relâmpago" em caso de intromissão estrangeira

O Presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou hoje que responderá com um ataque "relâmpago" a qualquer ingerência estrangeira na Ucrânia, onde está há dois meses em curso uma guerra desencadeada pela invasão do exército russo.

Pelo menos nove civis mortos por bombardeamentos russos no leste e sul da Ucrânia

Pelo menos nove civis morreram hoje na sequência de bombardeamentos do exército russo no leste e sul da Ucrânia, anunciaram as autoridades locais. De acordo com informações do governador da região de Lugansk (leste da Ucrânia), Sergey Gadai, três civis morreram debaixo de escombros de um prédio atingido por um bombardeamento na cidade de Popasna, para onde tinham fugido a fim de, segundo a mesma fonte, "se proteger de mísseis russos".

Um outro bombardeamento, que atingiu a cidade de Kharkiv (também no leste), a segunda maior da Ucrânia, matou três pessoas e deixou sete feridas, duas delas com gravidade, anunciou o governador regional, Oleg Synegoubov, apelando aos moradores para terem "muito cuidado e, se possível, não saírem dos abrigos".

Outros dois civis foram mortos e seis ficaram feridos na região de Donetsk, segundo o governador, Pavlo Kyrylenko.

NATO: Ministra da Defesa acredita que oposição turca a adesão de Suécia e Finlândia será ultrapassada

Bruxelas, 17 mai 2022 (Lusa) -- A ministra da Defesa, Helena Carreiras, disse hoje acreditar que os obstáculos colocados pela Turquia à adesão de Suécia e Finlândia à NATO serão ultrapassados, afirmando que essa é a convicção geral entre todos os Estados-membros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras