Info

Covid-19: Presidente quer estado de emergência para adotar "medidas mais abrangentes"

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 18 mar 2020 (Lusa) -- O Presidente da República considerou hoje "indispensável" a declaração do estado de emergência para dar "cobertura constitucional a medidas mais abrangentes que se revele necessário adotar para combater esta calamidade pública", a pandemia da Covid-19.

No projeto de decreto enviado à Assembleia da República, em que propõe o estado de emergência por 15 dias, como está legalmente previsto, Marcelo Rebelo de Sousa reconhece que em Portugal "foram já adotadas diversas medidas importantes de contenção", "de imediato promulgadas", e "declarado o estado de alerta".

No entanto, "à semelhança do que está a ocorrer noutros países europeus, torna-se necessário reforçar a cobertura constitucional a medidas mais abrangentes, que se revele necessário adotar para combater esta calamidade pública", pelo que o Presidente "entender ser indispensável a declaração do estado de emergência".

 

NS // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Bloco de Esquerda diz que um "país que oferece rendas mais altas que os salários é um país sem futuro"

O Bloco de Esquerda, acompanhado pela Coordenadora Catarina Martins, esteve durante a manhã desta terça-feira na feira de Vila do Prado, em Vila Verde e, em declarações à comunicação social debateu muito os problemas que existem nos preços à habitação em Portugal, explicando que "um país que oferece rendas mais altas que os salários, é um país sem futuro".

PAN defende que "António Costa deveria estar pensar em rotas mais ecológicas para a TAP" 

À margem da entrevista que António Costa, Secretário-geral do PS, deu ao Porto Canal na passada segunda-feira, o PAN, representado pela porta-voz Inês Sousa Real, disse na manhã desta terça-feira, em campanha eleitoral pelo Porto, que "António Costa deveria estar a pensar em rotas mais ecológicas para a TAP" de modo a garantir "a sustentabilidade dos postos de trabalho".

Catarina Martins quer clareza do PS sobre "contrato à Esquerda"

Catarina Martins, Coordenadora do Bloco de Esquerda, disse na passada segunda-feira, em dia de campanha eleitoral, que quer clareza do PS sobre "contrato à Esquerda" que beneficie "a saúde e o trabalho em Portugal", explica a Coordenadora do BE em declarações feitas à margem de um encontro com o setor da Cultura no Coliseu do Porto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS