Info

Covid-19: Governo Regional da Madeira admite Orçamento Rectificativo

| Política
Porto Canal com Lusa

Funchal, Madeira, 18 mar 2020 (Lusa) - O vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, admitiu hoje a apresentação de um Orçamento Retificativo devido ao abrandamento da economia regional por causa do surto de Covid-19.

"Todas estas medidas que estão a ser tomadas a nível europeu e nacional, com impacto fortíssimo na nossa economia, poderá obrigar a um retificativo", reconheceu.

O governante falava aos jornalistas no final de um encontro com representantes das instituições bancárias sedeadas na Madeira.

Pedro Calado reconheceu que, "neste momento, uma das grandes formas de ajudar os empresários é adiar os compromissos fiscais", mas alertou que "esse adiar é um benefício para os empresários, mas é uma grande dor de cabeça para o Governo".

O Governo Regional estima que o impacto das consequências económicas do Covid-19 na Madeira sejam superiores a mil milhões de euros.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou, até à data, mais de 194 mil pessoas, das quais mais de 7.800 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 81 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 150 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que os contabilizados na terça-feira.

Portugal contabiliza duas mortes de pessoas infetadas e três casos recuperados.

O primeiro caso positivo de Covid-19 na Madeira foi detetado na noite de segunda-feira (16 de março) numa cidadã holandesa que entrou no território no dia 12 de março e se encontrava hospedada num hotel no Funchal.

EC // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Líder do CDS apresenta "via verde saúde" como nova proposta

O Líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, apresentou durante a campanha eleitoral da passada quarta-feira, a "via verde saúde" como nova proposta, que paga a todos os doentes que já ultrapassaram o tempo de espera no SNS uma consulta, exame ou cirurgia no privado.

Rui Rio: "Assistimos a António Costa e ao PS a denegrir e deturpar as propostas do PSD"

Rui Rio, Presidente do PSD, afirmou em declarações à comunicação social durante a campanha eleitoral da passada quarta-feira em Leiria, que aquilo que se tem assistido é a "António Costa e ao PS a denegrir as propostas do PSD".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS