Info

Covid-19: Governo dos Açores pede à República a suspensão de voos do exterior

| País
Porto Canal com Lusa

Ponta Delgada, Açores, 14 mar 2020 (Lusa) -- O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, solicitou hoje ao Governo da República a suspensão "urgente" de todos os voos do exterior do arquipélago, devido ao surto de Covid-19.

Numa carta enviada ao primeiro-ministro, Vasco Cordeiro, solicitou "a suspensão urgente das ligações aéreas do exterior, incluindo do território nacional, com os aeroportos dos Açores, com exceção do transporte de carga e casos de força maior, desde que autorizados pela competente Autoridade de Saúde", revelou o executivo, em comunicado de imprensa.

Segundo Vasco Cordeiro, o primeiro-ministro alega a "impossibilidade de o Governo Regional dos Açores determinar, mesmo que por razões sanitárias, a suspensão das ligações aéreas do exterior com os aeroportos dos Açores", mas o executivo açoriano "discorda" desta posição.

"É necessário tomar todas as medidas possíveis, antes do surgimento de qualquer caso positivo na Região, o que ainda não aconteceu até ao momento em que lhe faço esse pedido, de forma a preservar ao máximo possível a capacidade de resposta do Serviço Regional de Saúde dos Açores", sublinhou o presidente do Governo Regional, na carta, citada em comunicado de imprensa.

O chefe do executivo açoriano salienta que, "além de serem o meio privilegiado de acesso à Região, os aviões nas viagens para os Açores, pela sua duração, podem facilitar o contacto de todos os passageiros com um eventual caso de infeção ainda não determinado".

Por outro lado, lembra que o arquipélago tem "cinco aeroportos, correspondentes a cinco ilhas, com ligações aéreas com o exterior, o que potencia, em elevado grau, a eventual contaminação a partir de um caso ainda não detetado".

A Autoridade de Saúde Regional dos Açores já tinha decidido colocar todos os passageiros de voos exteriores à região em quarentena, a partir de hoje à tarde.

"Todos os passageiros de voos do exterior que aterrem na Região estão, a partir do início da tarde de hoje, obrigados a cumprir um período obrigatório de quarentena de 14 dias, determinado pela Autoridade de Saúde Regional", lê-se no comunicado, divulgado ao início da tarde.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.500 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ultrapassou as 143 mil pessoas, com casos registados em mais de 135 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 169 casos confirmados.

CYB // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: País

Portugal ultrapassa "nível crítico" de gravidade da pandemia. Resposta de saúde a pessoas com outras doenças começa a ficar comprometida

Portugal ultrapassou o nível crítico no indicador de avaliação da pandemia do Instituto Superior Técnico e da Ordem dos Médicos, o que indica que a resposta de saúde a pessoas com outras doenças começa a ficar comprometida.

Nova subida de internados em dia com 44 mortes e 32.758 novas infeções por Covid-19

Portugal registou 32.758 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, mais 44 mortes associadas à covid-19 e um novo aumento dos internamentos, indicam os números divulgados hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Aberto autoagendamento de vacinas para pessoas com 30 ou mais anos

O autoagendamento da toma da dose de reforço da vacina contra a covid-19 já está disponível para utentes com 30 ou mais anos no portal das marcações `online´ da Direção-Geral da Saúde, foi hoje anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.