Covid-19: Grupo Amorim Luxury encerra temporariamente restaurantes e lojas

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 mar 2020 (Lusa) -- O Grupo Amorim Luxury anunciou hoje que vai encerrar temporariamente, a partir de sexta-feira, os restaurantes JNcQUOI e as lojas Fashion Clinic e Gucci, em Lisboa, Porto e Algarve devido à pandemia causada pelo novo coronavírus.

Em comunicado, o Grupo Amorim Luxury adianta que a decisão foi tomada "tendo em conta os interesses superiores de saúde pública, e em nome do bem estar dos seus clientes, colaboradores e suas famílias e como medida preventiva face ao surto e crescente ameaça do vírus Covid-19".

O Grupo Amorim Luxury entendeu assim, "após uma avaliação responsável da situação, encerrar temporariamente e a partir de amanhã [sexta-feira], dia 13 de março, os seus restaurantes JNcQUOI Avenida, JNcQUOI ASIA, Ladurée, o JNcQUOI CLUB, bem como as suas lojas Fashion Clinic e Gucci situadas em Lisboa, no Porto e no Algarve".

"Foi também adiada a abertura da nova loja Dolce & Gabbana situada na Avenida da Liberdade, em Lisboa", ficando a reabertura de todos os espaços "condicionada à reavaliação e acompanhamento permanente da evolução da pandemia", lê-se no comunicado.

De acordo com os dados atualizados da Direção-Geral de Saúde (DGS), o número de infetados em Portugal pelo novo coronavírus é de 78, dos quais 69 estão internados.

No total, desde o início da epidemia, a DGS registou 637 casos suspeitos.

As medidas já adotadas em Portugal para conter a pandemia incluem, entre outras, a suspensão das ligações aéreas com a Itália, a suspensão ou condicionamento de visitas a hospitais, lares e prisões, e a realização de jogos de futebol sem público.

DF // EA

Lusa/Fim

+ notícias: País

"O bardamerda do Seixas da Costa": do tiro a um camarada do Exército ao escândalo do Tua - as polémicas de um delfim do regime

Francisco Seixas da Costa foi condenado esta segunda-feira por difamar Sérgio Conceição. O antigo embaixador referiu-se ao técnico portista como “javardo”, na rede social Twitter, a 31 de março de 2019. Esta é apenas a última de muitas polémicas que envolveram Seixas da Costa.

Ministério ordena investigação ao caso de estudante favorecido para entrar em Medicina na Católica

Contactado pelo Porto Canal, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior afirmou que a admissão do aluno em Medicina, na Universidade Católica, por ser “descendente de beneméritos” da Instituição, está sob alçada da Inspeção-Geral da Educação e Ciência, que irá apurar a "legalidade da situação identificada". 

Sindicato dos Guardas prisionais acusa Direção-Geral de negar o direito à greve dos profissionais

A Direção-Geral dos Serviços Prisionais é acusado de forçar os guardas a cumprir os serviços mínimos negando o direito à greve.