Info

Cabestany: "Esta é uma semana muito dura"

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

Depois do empate frente à Oliveirense (5-5), em Oliveira de Azeméis, o FC Porto joga em Viana do Castelo no arranque da segunda volta do Campeonato Nacional de hóquei em patins. O encontro com a Juventude de Viana, da 14.ª jornada, realiza-se no domingo (15h00, TVI24) e Guillem Cabestany reconhece que os Dragões não terão muito tempo para recuperar em termos físicos. Na jornada inaugural do campeonato, a Juventude de Viana conseguiu arrancar um empate (3-3) em Fânzeres. O FC Porto Fidelidade é quarto classificado, com 29 pontos, menos três do que o líder Óquei de Barcelos, enquanto a Juventude de Viana segue na 12.ª e antepenúltima posição, com dez.

O desafio que se segue
“É um jogo perigoso, pois temos pouco tempo de descanso. Esta é uma semana muito dura, com dois jogos difíceis e muito intensos, que deixam a equipa muito desgastada fisicamente, mas é normal. Espero que a alegria dos resultados nos dê força. Sabemos das dificuldades que vamos ter frente à Juventude de Viana, que apesar da classificação tem jogadores de muita qualidade. Tem mais qualidade do que indica a posição na tabela. Já sofremos com isso no primeiro jogo do campeonato.”

+ notícias: FC Porto

"Amanhã temos de dar uma boa resposta"

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, faz a antevisão à partida frente ao Bayer Leverkusen, para a primeira mão dos 16-avos de final para a Liga Europa, e afirma que a equipa "tem de dar uma boa resposta".

"Sabemos que vai ser um jogo difícil mas vamos fazer tudo para sair daqui com uma vitória"

"Sabemos que vai ser um jogo difícil mas vamos fazer tudo para sair daqui com uma vitória", afirma o defesa central do FC Porto, Diogo Leite, em antevisão à partida da primeira mão dos 16-avos de final da Liga Europa, frente ao Bayer Leverkusen.

Pinto da Costa: "Mais do que racismo, foi uma prova de estupidez"

Jorge Nuno Pinto da Costa falou, pela primeira vez, acerca dos atos racistas de que Moussa Marega foi alvo durante o encontro entre o Vitória de Guimarães e o FC Porto, no passado domingo. O presidente portista disse, numa primeira instância, condenar os atos racistas, assim como a grande maioria das pessoas, a avaliar pela quantidade de mensagens de apoio ao jogador que foram surgindo. "Reajo como quase 100% dos portugueses. Descontando o Rui Santos e o André Ventura, acho que toda a gente reagiu da mesma maneira", apontou.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.