Info

Agente de execução envolvida em peculato tem de entregar 10.760 euros ao Estado

Agente de execução envolvida em peculato tem de entregar 10.760 euros ao Estado
| Norte
Porto Canal com Lusa

O tribunal de São João Novo, no Porto, condenou uma agente de execução por peculato a três anos de prisão, pena suspensa, e a entregar ao Estado 10.760,10 euros.

Em acórdão de 07 de janeiro, resumido hoje na página eletrónica da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, o tribunal considerou provado que a arguida se apoderou de 13.621,13 euros, entre março de 2010 e janeiro de 2013, no exercício das funções de agente de execução.

Este montante “era resultante da soma de diversas quantias que recebera em processos executivos ao longo daqueles anos, como produto da venda de bens penhorados ou como pagamento voluntário de dívidas, e que devia ser aplicado no pagamento das quantias exequendas”, segundo o tribunal.

Os quase 11 euros fixados para a arguida entregar ao Estado, correspondem, ainda segundo o tribunal, à “perda da vantagem patrimonial que adquiriu com a prática do crime, deduzida dos valores fixados em indemnização civil”.

+ notícias: Norte

PS Porto pede reversão do processo de extinção de freguesias na cidade

A concelhia do PS/Porto quer desagregar as freguesias da cidade. O presidente da concelhia, Tiago Barbosa Ribeiro, diz que a reforma levada a cabo pelo governo de Passos Coelho violou o património identitário.

Prazo das obras do metro do Porto alargado até 9 de março

Foi prolongado por mais duas semanas o prazo para candidaturas às obras do metro do Porto. Em causa estão a nova linha Rosa e a extensão da linha Amarela.

Cerâmica Valadares a funcionar em pleno oito anos depois da insolvência

Depois de declarada insolvente, a centenária Valadares ressuscitou e comprou as instalações onde está sediada. A cerêmica Valadares está a funcionar em pleno, em Vila Nova de Gaia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.