Info

Distrito de Braga com 218 ocorrências de mau tempo, 172 são quedas de árvores

Distrito de Braga com 218 ocorrências de mau tempo, 172 são quedas de árvores
| Norte
Porto Canal com lusa.pt

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga registou, entre as 00:00 e as 09:00 de hoje, 218 ocorrências relacionadas com o mau tempo, entre as quais 172 quedas de árvores, disse à Lusa fonte daquele organismo.

Atualizado 19-12-2019 12:54

 

Segundo a fonte, não há registo de feridos ou de casos de particular gravidade.

O distrito de Braga registou ainda sete casos de quedas de cabos elétricos, além de quedas de estruturas, elementos de construção e estruturas temporárias.

Doze inundações e um movimento de massas foram as outras ocorrências no distrito.

No total, as ocorrências mobilizaram 534 operacionais, apoiados por 216 viaturas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu ao final do dia de quarta-feira um aviso vermelho para os distritos do Porto, Braga, Aveiro, Vila Real e Viana do Castelo devido à chuva “forte e persistente, podendo ser acompanhada de trovoada”.

Este aviso vigora entre as 12:00 e as 21:00 em Vila Real e Braga, e entre as 12:00 e as 18:00 em Viana do Castelo, adianta o instituto em comunicado.

No Porto e em Aveiro, o aviso vermelho está em vigor entre as 15:00 e as 21:00.

O IPMA colocou também sob aviso vermelho, devido à previsão de rajadas de vento superiores a 100 quilómetros por hora, os distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Aveiro e Coimbra.

Segundo o IPMA, as rajadas de vento podem mesmo atingir os 140 quilómetros/hora nas terras altas, entre as 18:00 de hoje e as 03:00 de sexta-feira.

Sob aviso laranja para precipitação, vento ou agitação marítima, que vigoram em diferentes períodos até sábado, vão estar os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Portalegre e Braga.

No aviso relativo ao vento, nos distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Braga podem ser registadas rajadas de vento entre os 100 e os 130 quilómetros por hora.

Só com avisos amarelos estará o distrito de Évora, para precipitação e vento.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou na quarta-feira a população para o agravamento das condições meteorológicas, com precipitação forte e persistente, vento forte nas terras altas e agitação marítima forte em toda a costa.

A Proteção Civil alerta para a possibilidade de "inundações rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem", e "inundações por transbordo das linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis".

Informa ainda que, tendo em conta as previsões do IPMA, há a possibilidade de inundações de "estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem" e de formação de lençóis de água na estrada, além da queda de ramos de árvores, danos em estruturas montadas ou suspensas.

 

+ notícias: Norte

Do TGV a Bragança vai um 'Plano de Recuperação e Resiliência' de distância

A nova estrada planeada em 1986, mas que nunca saiu do papel, poderá ligar Bragança a Puebla de Sanabria, próxima do TGV, numa ligação prevista no novo Plano de Recuperação e Resiliência, adiantou o Primeiro-Ministro. Ao Porto Canal, Gisela Santos, Diretora da Associação Empresarial de Bragança, afirma que "faz toda a diferença que exista esse tipo de ligação".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.