Info

OE2020: Governo vai avançar com programa plurianual para a função pública

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 dez 2019 (Lusa) -- O Governo vai avançar no próximo ano com um programa plurianual para a função pública, para executar ao longo da legislatura, que contempla várias matérias, entre as quais a redução do absentismo e a efetivação da pré-reforma.

Segundo a proposta apresentada hoje aos sindicatos da administração pública, "durante o ano de 2020, o Governo apresenta, após negociação com as associações representativas dos trabalhadores, um programa plurianual, a executar ao longo da legislatura".

Em causa está, entre várias matérias, a "adoção de uma estratégia concertada com vista a reduzir o absentismo, a efetivação da pré-reforma, a simplificação do Sistema Integrado de Gestão e Avaliação do Desempenho".

O programa plurianual será "alinhado com os objetivos de valorização e rejuvenescimento" dos trabalhadores da administração pública, lê-se no documento apresentado pelo secretário de Estado da Administração Pública, José Couto, às estruturas sindicais.

Segundo a proposta do Governo, o programa compreende "a valorização e qualificação dos trabalhadores, a promoção de bons ambientes de trabalho, saúde e segurança, o rejuvenescimento dos mapas de pessoal e o suprimento planeado de necessidades", entre outras matérias.

DF // EA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Governo admite ser preciso mais tempo para discutir a Descentralização

O Governo admite ser preciso mais tempo para discutir a descentralização com as autarquias. O anúncio surge depois de vários presidentes de Câmara defenderam um adiamento da lei que obrigas as Câmaras a aceitar as competências a partir de janeiro de 2021.

Rui Moreira considera que poder político "tem convivido bem" com o Centralismo

Rui Moreira considera que a Regionalização não deve estar fora desta legislatura só porque o Presidente da República não concorda. Convidado de Paulo Baldaia, no Gente que Conta, o autarca afirmou ainda que o Centralismo convém ao poder político.

Marcelo diz estar a "carregar baterias" quando questionado sobre recandidatura

Marcelo Rebelo de Sousa disse hoje estar a "carregar baterias" em Moçambique quando questionado sobre uma eventual recandidatura à Presidência da República portuguesa, deixando a resposta em aberto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.