Info

Belas Artes do Porto expõe "Sonhos e Raciocínios" para lembrar Leonardo da Vinci

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 16 out 2019 (Lusa) -- A Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP) inaugura na quinta-feira uma exposição de desenhos antigos e contemporâneos, para assinalar os 500 anos da morte de Leonardo Da Vinci, que se cumprem este ano.

A mostra "Sonhos e Raciocínios" reúne desenhos da coleção do Museu da FBAUP, que inclui autores como Caravaggio e Paggi, e de artistas convidados, que têm como ponto de partida o desenho de Leonardo da Vinci, da faculdade, "Rapariga lavando os pés a uma criança", conhecido como o "desenho do Porto".

Alberto Carneiro, Álvaro Lapa, Ângelo de Sousa, António Soares dos Reis, Arlindo Silva, Bárbara Fonte, Carlo Maratti, Carlos Nogueira, Cesare Nebbia, Conceição Abreu, Fernando José Pereira, Francisco Laranjo, Francisco Tropa, Giovanni Battista Paggi, Henrique Pousão, João Jacinto, Jorge Pinheiro, Jorge Queiroz, Mário Américo, Mário Bismarck, Mattia Denise, Monika Weiss, Morgan O'Hara, Pedro H. A. Paixão, Polidoro da Caravaggio e Richard Zimler são os artistas representados.

Em comunicado, a Faculdade de Belas Artes afirma que a exposição tem por objetivo interrogar os modos de ver o desenho hoje: "que continuidades persistem entre as ruturas que moldam a história da arte e do desenho? De que formas o desenho continua a ser um meio de relação com os outros, com o quotidiano e com a história? O que o caracteriza ainda como um instrumento de curiosidade e de mudança?".

Os desenhos expostos --- datados dos séculos XVI ao XXI --- organizam-se em torno de cinco aspetos identificados no desenho de Leonardo da FBAUP: "a variante e variação, o gesto da escrita, mínimo e excesso, o gesto quotidiano e o olhar íntimo", enumera a instituição.

Alguns destes temas, esclarece a FAUP, decorrem do vocabulário próprio do desenho, como é o caso da variante e variação: a demonstração das alternativas e dos estados transitórios das ideias e, outros, como a intimidade do olhar, surgem da forma singular com que o artista usa o desenho para se relacionar com os outros, criando um cenário de proximidade em que desenhador, desenho e desenhado coexistem no mesmo espaço.

Outros ainda, como a escrita, refletem o efeito gerado por formas e tecnologias de representação com as quais o desenho partilha o tempo e o espaço.

"As correspondências entre os desenhos enfatizam as relações conceptuais, visuais e técnicas que os informam, revelando não só o que os desenhos contemporâneos incorporam do seu passado, mas também como a nossa interpretação do desenho antigo reflete as categorias do presente", acrescenta.

Em maio, a FBAUP expôs o desenho de Leonardo da Vinci "Rapariga lavando os pés a uma criança", que agora se encontra no Museu do Louvre, em Paris, integrado na exposição que marca 500 anos da morte do artista.

Antes, entre o final do ano passado e o início deste ano, esteve na Holanda, na mostra do Museu Teyler, em Haarlem, dedicada aos principais desenhos sobreviventes do mestre da Renascença.

Com curadoria de Paulo Luís Almeida, Departamento de Desenho da FBAUP, a exposição "Sonhos e Raciocínios" ficará patente no Pavilhão de Exposições até 14 de dezembro.

PM // MAG

Lusa/fim

+ notícias: Norte

CCDR-N dá parecer desfavorável à localização do aterro da Resinorte na Trofa

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) emitiu hoje um parecer desfavorável ao licenciamento do aterro da Resinorte previsto para a freguesia de Covelas, concelho da Trofa, anunciou o Ministério do Ambiente.

Mercado Abastecedor com postos de venda encerrados depois de dois casos confirmados de infeção por Covid-19

Estão confirmados dois casos de infeção e um suspeito por Covid-19 em funcionários dos postos de venda do Mercado Abastecedor do Porto, anuncia em comunicado ao Porto Canal o Conselho de Administração que tomou conhecimento dos casos através da Unidade de Saúde do Porto. O Mercado Abastecedor do Porto procedeu ao encerramento imediato dos postos de venda nos quais os trabalhadores infetados operavam por instrução da Delegação de Saúde.

Provedor de irmandade de Braga diz que nunca exigiu "um centavo" a ninguém

O provedor da Irmandade de Santa Cruz, em Braga, afirmou hoje que, desde que exerce o cargo, nunca pediu ou mandou pedir “um centavo que fosse” para o acolhimento de idosos no lar da instituição.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.