ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

Centro Português de Fotografia inaugura duas exposições no Porto

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 14 out 2019 (Lusa) -- O Centro Português de Fotografia (CPF), no Porto, inaugura esta semana duas exposições, uma do fotojornalista russo Alexey Belyanchev e uma outra de fotografias de concerto do espanhol Javier Bragado.

"Este mundo maravilhoso, inquieto e espantoso", que agrega pela primeira vez este conjunto de fotografias de Belyanchev numa exposição, será inaugurada na quinta-feira, seguindo-se "Live & Loud 2.0: 10 anos de Rock & Roll", no sábado.

A exposição do russo, patente até 24 de novembro, mostra no Porto trabalhos realizados desde "zonas de conflito militares" como a Palestina, Kosovo ou Chechénia a encontros com "líderes de diversos países e estrelas mundiais dos negócios, cultura e desporto".

A mostra do fotojornalista, que colaborou com jornais como Cultura, El País, Le Monde ou as agências Associated Press, Reuters ou France Presse, dará depois origem a um livro, "Ou assim...".

Atualmente vice-diretor do jornal russo "Evening Moscow", Belyanchev tem no currículo trabalhos com Boris Ieltsin, primeiro presidente da Rússia, mas também no encontro entre o Papa Francisco e o patriarca Kyrill, de Moscovo.

Por seu lado, Bragado expõe fotografias tiradas ao longo de 10 anos em concertos de 'rock', com bandas como AC/DC, Kiss ou Airbourne retratadas, numa série que começou em 2008.

Segundo o autor, numa nota publicada no 'site' do Centro Português de Fotografia, pretende-se "ultrapassar as barreiras do imediato". "Precisamos de ser capazes de criar ícones que perduram no tempo, como Leibovits fez com os Rolling Stones, ou Jim Marshall com os Beatles e Jimmy Hendrix", pode ler-se.

A mostra estará patente até 23 de fevereiro de 2020 e combina "o instante decisivo de comunhão entre o espetador e o músico mas também tentar transmitir a emoção de uma canção num concerto".

SIF // MAG

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Três pessoas foram identificadas por desobediência e propagação de Covid-19 em Vila do Conde

Duas mulheres e um homem foram identificados pela GNR por desobediência e propagação de doença, no caso o novo coronavirus, nos dias 10 e 11 de agosto, em Vila Do Conde, por não respeitarem a medida de confinamento obrigatório que lhes foi decretada pela autoridade de saúde pública, no concelho de Vila do Conde.

 

Presumível autora do incêndio florestal na Peneda-Gerês detida pela Polícia Judiciária

Uma mulher com 57 anos foi detida pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, com a colaboração do Grupo de Trabalho do Norte de Redução das Ignições Florestais e da GNR, na manhã desta terça-feira, por estar indiciada pela prática de um crime de incêndio florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês que teve inícoo no dia 4 de agosto de 2020, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.