Info

Diocese do Porto quer urgente inventário de arte sacra para ajudar polícia

Diocese do Porto quer urgente inventário de arte sacra para ajudar polícia
| Norte
Porto Canal

O vigário-geral da Diocese do Porto, Américo Aguiar, alertou hoje para a urgente inventariação das obras de arte sacra existentes nas igrejas em Portugal, para facilitar a investigação policial caso os templos religiosos sejam alvo de furtos.

"É muito importante que as peças estejam devidamente sinalizadas, identificadas, fotografadas, catalogadas, porque quando é feito o roubo, a partir do momento em que a Judiciária começa à procura, se não existir nenhuma ficha de inventário, é muito complicado encontrar a peça e depois até identificá-la", disse Américo Aguiar, em entrevista à agência Lusa.

O padre admitiu que na jurisdição da Diocese do Porto já ocorreram vários furtos, designadamente na Igreja dos Clérigos e Igreja da Misericórdia do Porto, e que, no imediato, foram tomadas medidas como "retirar as imagens que estavam mais à mão, colocando-as num nível mais superior, e medidas de segurança que foram até recomendadas pela própria Polícia Judiciária".

"Na cidade (...) tivemos já assaltos. Na Igreja da Misericórdia do Porto, na rua da Flores, foram roubadas as caixas das esmolas que estavam no 'hall' de entrada da igreja e também na Igreja do Colégio de Nossa Senhora da Esperança, junto ao Jardim de S. Lázaro, foi roubada uma imagem do nosso São Nuno de Santa Maria, em plena luz do dia, recordou Américo Aguiar, explicando que uma pessoa com "um ar estranho" entrou na igreja e, "tal como entrou, com muita simplicidade e muita discrição, também saiu", levando a imagem do altar.

O sacerdote recorda também o roubo, no verão de 2011, da imagem do S. Miguel Arcanjo na Igreja dos Clérigos, no coração da cidade do Porto.

"O restauro da imagem do S. Miguel Arcanjo que está à entrada da igreja (...), tinha um escudo de madeira do século XVIII (...) e era uma das mais antigas figurações daquilo que era a Porta do Olival da cidade", explicou, referindo que depois de "limpinho e restaurado" deu tanto na vista, que "dois dias depois de o restauro estar pronto desapareceu".

+ notícias: Norte

Reportagem: 99 anos de Coelima: que futuro?

99 anos de Coelima: que futuro?

Metro do Porto reduz operação na noite de São João devido às limitações impostas pela pandemia de covid-19

A Metro do Porto revelou hoje que a operação na noite de São João, de quarta para quinta-feira, será reduzida e que, devido às limitações impostas pela pandemia de covid-19, não haverá reforço de horários como em anos anteriores.

Diretor do Parque Natural do Tua diz que as Comunidades Intermunicipais "rebentaram" com a identidade territorial das regiões

O diretor do Parque Natural Regional do Vale do Tua, Artur Cascarejo, considerou hoje que a criação das Comunidade Intermunicipais (CIM) foi um processo "irracional" que "rebentou" com a identidade territorial das regiões.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.