Info

Governo garante "apoio político" para que hospital de Braga seja hospital académico

| Política
Porto Canal com Lusa

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior garantiu esta segunda-feira que a pretensão da Universidade do Minho de que o hospital de Braga tenha o estatuto de hospital universitário "terá todo o apoio político".

Atualizado 17-09-2019 12:03

Manuel Heitor, que falava em Braga, na Universidade do Minho, à margem de uma cerimónia de boas vindas aos novos estudantes daquela academia, afirmou que é "ambição" do Governo "ter mais investigação clínica e melhorar, facilitar, os espaços de aprendizagem aos estudantes que escolhem a área da Saúde".

A Universidade do Minho reclama o estatuto de Hospital Universitário para o Hospital de Braga lembrando a "estreita colaboração" entre as duas instituições.

"Trabalhamos num nível e de uma forma que permite aos nossos estudantes vivenciarem em ambiente hospitalar aquilo que vão aprendendo em ambiente académico e essa estreita colaboração tem que ser reconhecida", disse à Lusa o reitor da Universidade do Minho, Rui Viera da Silva.

Segundo garantiu o ministro, aquela pretensão "terá todo o apoio político para poder ser concretizada nos próximos anos".

"É um processo simples, o centro académico do Minho tem uma grande reputação a nível nacional e internacional. Hoje há uma legislação própria, há uma agência da investigação clínica, que juntamente com as autoridades de Saúde (...) facilmente poderão responder a esse desafio", referiu Manuel Heitor.

+ notícias: Política

António Saraiva afirma que provavelmente não vai ser possível aumentar o salário mínimo nos valores da legislatura anterior

António Saraiva, presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP, afirma que se os valores do crescimento continuarem iguais ao da legislatura anterior "provavelmente não é possível" aumentar o salário mínimo.

Vila Real e Bragança são dos distritos com mais eleitores 'fantasma'

Há mais 796 mil eleitores em Portugal do que pessoas habilitadas a votar e é em Vila Real, nos Açores e em Bragança que há mais eleitores quase fantasma. A emigração pode ser uma das razões.

António Saraiva defende acordo na Concertação Social para aumentar competitividade e melhorar salários

António Saraiva, presidente do Conselho Geral e da Direção da CIP, defende um acordo na Concertação Social para aumentar competitividade e melhorar salários mas "não em aumentos abruptos que algumas empresas mais frágeis não suportem".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.