Info

Costa estima que concluirá legislatura com 97% dos portugueses com médicos de família

| Política
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro afirmou esta segunda-feira que, se todos os concursos em marcha forem concluídos e se a totalidade das verbas forem preenchidas, a atual legislatura vai terminar com 97% dos portugueses com médico de família assegurado.

Atualizado 23-07-2019 11:26

António Costa transmitiu esta posição após ter inaugurado a Unidade de Saúde de Almargem do Bispo, no município de Sintra, numa cerimónia em que também discursaram o presidente da Câmara deste concelho, Basílio Horta, e a ministra da Saúde, Marta Temido.

Na inauguração do primeiro dos cinco centros de saúde que ao longo do dia de hoje serão inaugurados nos concelhos de Sintra (três) e da Amadora (dois) - e que no conjunto vão servir uma população de meio milhão de habitantes -, António Costa referiu-se à meta do seu executivo em termos de cobertura da população por médicos de família.

"Entre obras em curso concluídas ou em projeto, temos mais cem novas intervenções em centros de saúde. O objetivo era concluirmos a legislatura com 100% dos portugueses com médico de família", apontou.

Neste momento, segundo o primeiro-ministro, "o concurso está ainda aberto, há muitos médicos e médicas a concorrerem e ir-se-á ver qual o resultado final".

"Se conseguirmos preencher a totalidade das verbas, ficaremos com 97% dos portugueses com médicos de família assegurado. Tendo feito este grande avanço até aos 97%, tenho a certeza de que os 3% que ficam a faltar serão rapidamente resolvidos no início da próxima legislatura", disse.

Na sua intervenção, o primeiro-ministro sustentou também que o seu Governo concretizou na semana passada o objetivo de ter no final da legislatura "mais cem novas Unidades de Saúde Familiares" USF.

+ notícias: Política

Sondagem: Luís Montenegro à frente de Rui Rio para primeiro ministro

Luís Montenegro à frente de Rui Rio com 25% contra 24,1% na resposta à pergunta: "Quem prefere para líder do PPD/PSD e candidato a primeiro ministro?", de acorco com Eurosondagem para o Porto Canal

Rui Rio garante que "acabou a pouca vergonha de andar a pagar cotas por atacado a outras pessoas"

Em campanha para as eleições internas do PSD, Rui Rio garante que desta vez não haverá ninguém a pagar cotas por atraso de outros militantes, respondendo assim às acusações da campanha de Montenegro sobre falhas e irregularidades no processo de atualização de dados de militantes do partido. Rui Rio analisou ainda a discussão entre Costa e Centeno no eurogrupo e mostrou estar do lado do primeiro ministro.

Sondagem: Militantes do PSD escolhem Luís Montenegro

À questão "Quem prefere para líder do PPD/PSD e candidato a primeiro ministro?", os inquiridos, que responderam na sondagem que votariam no PSD, escolhem Luís Montenegro com 27,4% seguido de Rui Rio com 24,2%. São os dados da Eurosondagem para o Porto Canal

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.