Info

Ana Gomes critica falta de interesse das autoridades nas informações de Rui Pinto

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 07 mai 2019 (Lusa) - A eurodeputada Ana Gomes criticou hoje duramente a falta de interesse das autoridades portuguesas nas informações divulgadas pelo 'hacker' Rui Pinto, ao contrário do que aconteceu noutros países europeus, assumindo-se chocada com a situação.

"No caso do Rui Pinto, choca-me que, perante o óbvio interesse público das informações libertadas por Rui Pinto, as mesmas não tenham despertado o interesse das autoridades portuguesas", afirmou Ana Gomes, durante a conferência "O novo Regime da Proteção de Denunciantes (Whistleblowers)", promovida pela agência Lusa em Lisboa.

A eurodeputada realçou que, ao contrário do que acontece em Portugal, as informações lançadas por Rui Pinto foram valorizadas pela opinião pública e pelas autoridades de outros países europeus, insistindo que, em Portugal, "ninguém se pôs a caminho para falar com ele [Rui Pinto] e pedir colaboração", apesar de conhecerem o seu paradeiro e saberem que estava a viver na Hungria.

"Rui Pinto está a ser tratado como um vulgar criminoso, enquanto as autoridades judiciais [portuguesas] atuam a pedido de um fundo de investimento, a Doyen, que nem sequer paga impostos em Portugal. Não há nenhuma razão de proteção de interesse público que explique porque é que as autoridades portuguesas não pediram a colaboração de Rui Pinto. Isto, independentemente de os crimes pelos quais ele é alegadamente acusado sejam julgados", assinalou.

DN // PFO

Lusa/Fim

+ notícias: País

Sete escolas superiores, três delas no Norte, com ordem de encerramento por falta de acreditação

Sete escolas superiores, três delas localizadas no Norte do país, chumbaram na avaliação da agência de acreditação do ensino superior e têm ordem de encerramento compulsivo, mas algumas vão poder manter-se abertas até aos atuais alunos concluírem os cursos, adiantou esta terça-feira a tutela.

Polícia espanhola entrega à PJ português que terá sequestrado filha menor em Braga

A Polícia Nacional espanhola de Vigo entregou à Polícia Judiciária do Porto um pai português alvo de um mandado europeu de detenção e que alegadamente sequestrou a filha de 10 anos em Braga, há dois meses.

Fogo em Vila de Rei e Mação dominado em 90%, evolução com "reservas" devido ao vento

O fogo que lavra desde sábado em Vila de Rei (Castelo Branco) e Mação (Santarém) mantém-se dominado em 90%, existindo ainda zonas "muito quentes", sendo as próximas horas encaradas "com muita reserva", disse esta segunda-feira a proteção civil.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.