Info

Governo lança concursos para expansão da rede do Metro do Porto

| Economia
Porto Canal com Lusa

Porto, 05 abr (Lusa) -- O concurso público das duas novas linhas do Metro do Porto, por 307 milhões de euros, é hoje lançado, estimando-se que as ligações transportem mais 33 mil passageiros por dia, anunciou o administrador executivo da empresa.

"Hoje é dado um passo decisivo para a expansão da rede de metro do Porto", disse Pedro Azeredo Lopes, que falava, no Porto, na cerimónia de lançamento dos concursos públicos para a construção das linhas Rosa, que ligará os Aliados e a Casa da Música, e o prolongamento da Amarela, de Santo Ovídio até Vila d'Este, em Vila Nova de Gaia.

Em causa está a construção de um total de novos seis quilómetros na rede, sete novas estações e a perspetiva de transportar mais 33 mil passageiros de metro por dia, após um investimento do Governo e comunitário total de 307 milhões de euros.

Entre outras notas, Pedro Azeredo Lopes falou da importância de retirar mais de 7.000 carros da Área Metropolitano do Porto, sublinhando que este investimento é "virtuoso porque vai contribuir para a qualidade de vida das pessoas e da coesão social".

PTY/ACG // JAP

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Covid-19: Valença e Tui exigem reabertura imediata da ponte centenária

Os presidentes das câmaras de Valença, no Alto Minho, e de Tui, na Galiza, lançaram hoje "um pedido de socorro" aos governos de Portugal e de Espanha, exigindo a reabertura imediata da ponte centenária que liga a eurocidade.

Covid-19: Trabalhadores independentes podem pedir apoio de maio a partir de sábado

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, ficará disponível na Segurança Social Direta no sábado, podendo ser entregue até 09 de junho.

Investimento cofinanciado pelo Portugal 2020 e executado até 2023 representa 9 mil ME 

O investimento público e privado, cofinanciado pelo Portugal 2020, cuja execução está definida até 2023, representa nove mil milhões de euros, avançou hoje, em Lisboa, o ministro do Planeamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.