Info

Portugal deve aproveitar potencial de crescimento das exportações para mercados ibero-americanos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 01 out (Lusa) - O presidente da Associação Industrial Portuguesa (AIP) defendeu hoje, em Lisboa, que Portugal tem de "aproveitar o potencial de crescimento" que existe nos países ibero-americanos para o crescimento das exportações nacionais.

"As nossas exportações para os mercados da AICO - Associação Ibero-americana das Câmaras de Comércio só representam três por cento do total. Há portanto, nestes mercados, um potencial de crescimento que tem de ser aproveitado", afirmou José Eduardo Carvalho.

José Eduardo Carvalho, presidente da AIP, falava na sessão de abertura da conferência "Perspetivas da América Latina nas dinâmicas económicas com a Europa e a CPLP", organizada pela Associação Industrial Portuguesa - Câmara de Comércio e Indústria, que decorreu no âmbito da assembleia-geral da Associação Ibero-americana de Câmaras de Comércio (AICO), que decorre em Lisboa, e onde não estiveram representantes da Venezuela.

O responsável da AIP considerou também, perante empresários de mais de 20 países ibero-americanos, que "hoje existe um ambiente favorável ao investimento e à atividade empresarial no nosso país".

Portugal passou por um período de resgate financeiro que teve como consequência a "implantação de um draconiano plano de resgate financeiro, com efeitos no seu tecido empresarial", disse, recordando que das 400 mil empresas ou sociedades comerciais existentes em 2009, despareceram 220 mil até 2016, o equivalente a mais de uma terço das empresas em Portugal.

"A prioridade do tecido empresarial e das associações foi melhorar os processos de gestão. E conseguimos sair deste pesadelo. Neste momento, há uma dinâmica económica assinalável", frisou, apontando que um dos grandes desafios do país é diminuir o peso das exportações para os mercados "intracomunitários que representam 73%" do total.

Ora, indicou, "começam então a perceber a base da nossa estratégia em trabalhar com a AICO", disse para a plateia de responsáveis empresariais dos países ibero americanos.

A AICO representa as câmaras de comércio de 23 países da América Latina, Caraíbas, Península Ibérica e das comunidades Hispânicas e Portuguesas nos Estados Unidos.

ATR // PVJ

Lusa/ Fim

+ notícias: Economia

Novas tabelas do IRS isentam de imposto salários e pensões até 710 euros

O valor dos salários e pensões a partir do qual se vai descontar IRS a partir de janeiro de 2022 vai aumentar dos atuais 686 euros para 710 euros, segundo as tabelas de retenção na fonte agora publicadas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.