Roland Garros: Serena Williams sagra-se campeã em Paris pela segunda vez

| Desporto
Porto Canal / Agências

Paris, 08 jun (Lusa) -- A tenista norte-americana Serena Williams, líder do "ranking" mundial, venceu hoje pela segunda vez o torneio francês de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada.

Na final, Williams bateu a russa Maria Sharapova, número dois do mundo e campeã de 2012, em dois "sets", pelos parciais de 6-4 e 6-4, em 1:42 horas.

Nesta época, foi a quarta vez que as duas primeiras da hierarquia se cruzaram, a terceira numa final. Antes do confronto de hoje, Williams já tinha ganho à russa nas meias-finais do Dubai e nas finais de Miami e Madrid.

Esta foi a 14.ª vitória de Serena Williams em 16 confrontos com Sharapova, que não vence a norte-americana desde 2004, ano em que alcançou os dois únicos triunfos neste frente a frente: nas finais de Wimbledon e do Tour Championships, prova que encerra a época.

Para Serena Williams, este foi o 52.º troféu da carreira (sexto em 2013), o 15.º de um Grand Slam e o segundo em Roland Garros, 11 anos depois da primeira vitória em Paris, na edição de 2002.

Quanto a Sharapova, entregou o título de Roland Garros a Williams na 22.ª final que perdeu, a quarta derrota num encontro decisivo de um Grand Slam.

NF // NF.

Lusa/fim

+ notícias: Desporto

PSP suspeita de No Name Boys nos desacatos em Guimarães. Investigações já estão em curso

23 portugueses foram identificados pela Polícia de Segurança Pública na sequência das perturbações na cidade por parte de adeptos do Hajduk Split. O Porto Canal avançou em primeira mão que estes portugueses se tratavam de membros da claque No Name Boys. Agora, o jornal PÚBLICO confirma que a PSP já iniciou investigações ao grupo benfiquista.

SC Tomar vai ser adversário do FC Porto na Elite Cup 

Os Campeões Nacionais de Hóquei em Patins conheceram, esta quarta-feira, o adversário para a Elite Cup: o SC Tomar. 

Adeptos croatas destroem Centro Histórico de Guimarães. Autarca da cidade contesta atuação da polícia

Foram identificados pelas autoridades 154 adeptos, entre simpatizantes do clube croata Hadjuk Split e 23 portugueses, na sequência dos desacatos que ocorreram, na noite de terça-feira, na cidade de Guimarães e que se prolongaram até à cidade do Porto.