Info

Escritor Germano Almeida é o vencedor do Prémio Camões 2018

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 21 mai (Lusa) - O escritor cabo-verdiano Germano Almeida é o vencedor do Prémio Camões 2018, foi hoje anunciado, no Hotel Tivoli, em Lisboa, após reunião do júri.

Nascido em 1945 na ilha da Boavista e a viver atualmente no Mindelo, Germano Almeida é autor de obras como "A ilha fantástica", "Os dois irmãos" e "O testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo", estes dois últimos já adaptados para cinema.

Formado em Direito em Lisboa, é advogado e foi procurador da República de Cabo Verde. Deu os primeiros passos na literatura na década de 1980, numa altura em que cofundou a revista Ponto & Vírgula.

Germano Almeida, um dos autores mais lidos e traduzidos de Cabo Verde, é o segundo autor cabo-verdiano a ser distinguido com o Prémio Camões, depois de o galardão ter sido atribuído em 2009 ao poeta Arménio Vieira.

+ notícias: País

Covid-19: Portugal com 58.530 infeções, novo máximo diário, e 49 mortes

Portugal registou 58.530 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 49 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Covid-19: Mais de 100 mil crianças e jovens isolados desde que recomeçaram as aulas

Mais de cem mil crianças e jovens testaram positivo ao SARS-CoV-2 desde que as aulas recomeçaram, a 10 de janeiro, e tanto pais como alunos alertam para problemas de aprendizagem com as aulas à distância.

Livro "Milhões a voar" critica injeção na TAP

O novo livro "Milhões a voar" de André Pinção Lucas e Carlos Guimarães Pinto, critica a injeção da TAP e desmonta sete falácias a favor do investimento público. Em declarações ao Porto Canal, André Pinção Lucas, autor do livro, considerou a TAP como "um novo banco com asas" e diz que o valor injetado é "chocante".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.