Taxa de desemprego em Portugal desce em Novembro para 15,5%

 Taxa de desemprego em Portugal desce em Novembro para 15,5%
| Economia
Porto Canal

A taxa de desemprego em Portugal caiu em novembro de 2013, pelo nono mês consecutivo, para os 15,5%, sendo a quarta maior descida a nível europeu face ao mesmo mês do ano anterior, revela o Eurostat.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, em novembro, a taxa de desemprego na zona euro manteve-se estável nos 12,1%, (19,241 milhões de pessoas) tal como na União Europeia, que voltou a registar 10,9% (26,553 milhões de pessoas).

Os dados do Eurostat mostram que, apesar de uma das maiores reduções homólogas, de 17% para 15,5% entre novembro de 2012 e de 2013, Portugal continua a ter a quinta taxa de desemprego mais elevada da União Europeia, apenas atrás da Grécia (27,4%), da Espanha (26,7%), da Croácia (18,6%) e de Chipre (17,3%).

A Irlanda registou a maior queda homóloga da taxa de desemprego (de 14,3% para 12,3%), seguindo-se a Letónia (de 14% para 12% do terceiro trimestre de 2012 para o de 2013) e a Lituânia (de 13% para 11,3%).

Neste boletim, o Eurostat reviu ainda em ligeira baixa o valor da taxa de desemprego em Portugal para outubro de 2013 (de 15,7% para 15,6%).

Ainda em termos homólogos, a taxa de desemprego aumentou em catorze Estados-membros e baixou noutros catorze, tendo os maiores aumentos sido observados em Chipre (de 13,3% para 17,3%), em Itália (de 11,3% para 12,7%), na Grécia (de 26% para 27,4% entre setembro de 2012 e de 2013) e nos Países Baixos (de 5,6% para 6,9%).

As taxas de desemprego mais baixas verificaram-se na Áustria (4,8%), na Alemanha (5,2%) e no Luxemburgo (6,1%).

Em relação à taxa de desemprego jovem, Portugal registou em novembro o quinto valor mais elevado (36,8%) entre os países europeus com dados disponíveis, apenas atrás da Espanha, da Grécia, da Croácia e da Itália.

O gabinete de estatísticas comunitárias refere que em novembro havia 5,661 milhões de jovens (menos de 25 anos de idade) desempregados na União Europeia e 3,575 milhões na zona euro.

As taxas de desemprego jovem mais reduzidas foram registadas na Alemanha (7,5%) e na Áustria (8,6%) e as mais elevadas em Espanha (57,7%), na Grécia (54,8% em setembro de 2013) e na Croácia (49,7%).

+ notícias: Economia

Tribunal de Contas atento ao acolhimento das recomendações

O presidente do Tribunal de Contas, José Tavares, afirmou que o Tribunal “continuará ativo” em relação ao Novo Banco nomeadamente ao nível da aplicação das recomendações formuladas nas auditorias.

Inspeção-Geral de Finanças já deu parecer positivo a pagamento da 2.ª tranche

A Inspeção-Geral das Finanças deu parecer positivo ao pagamento da segunda tranche do Plano de Recuperação e Resiliência, no valor de cerca de dois mil milhões de euros, seguindo agora o pedido de Portugal para Bruxelas.

Euribor volta a subir para novos máximos a três, seis e 12 meses

As taxas Euribor voltaram esta terça-feira a subir a três, a seis e a 12 meses para novos máximos em mais de 10 anos.