Paulo Bento apela ao "equilíbrio" e "paciência" frente à Rússia

| Desporto
Porto Canal / Agências

Óbidos, 06 jun (Lusa) - O treinador Paulo Bento apelou hoje ao "equilíbrio" e à "paciência" no decisivo jogo de sexta-feira com a Rússia, no qual a seleção portuguesa de futebol deve evitar querer "resolver tudo o mais depressa possível".

Paulo Bento reconheceu que a equipa lusa está "pressionada" pelos resultados obtidos no Grupo F europeu de qualificação para o Mundial de 2014, liderado pela Rússia, com mais um ponto e menos dois jogos do que Portugal e Israel, mas advertiu que os jogadores portugueses não se podem deixar "condicionar pela ansiedade".

"O conforto que o nosso adversário tem em termos classificativos obriga-nos a ter a iniciativa, mas temos de ter critério nessa iniciativa e jogar com índices de agressividade elevados, não deixando de ter paciência na construção do nosso jogo e saber que tem 90 minutos para ser ganho", observou em conferência de imprensa, em Óbidos.

O selecionador português assinalou que "do outro lado está uma equipa que defende bem e a prova disso é que não tem golos sofridos", mas alertou também para o perigo do contra-ataque russo, que dispõe de "jogadores rápidos", avisando que é preciso ter cuidados redobrados com o momento e o local da perda de bola.

"Não nos podemos deixar condicionar pela ansiedade, que é fruto da nossa classificação, e procurar resolver tudo o mais depressa possível. Temos de ser uma equipa equilibrada a nível tático e emocional. Vamos deparar-nos com muitas dificuldades e estamos um pouco mais pressionados em função da nossa margem ir diminuindo com os pontos que deixámos pelo caminho", reforçou.

O técnico recusou indicar quem, entre Luís Neto e Ricardo Costa, será o substituto de Pepe, habitual líder da defesa lusa, que vai falhar o jogo do Estádio da Luz, em Lisboa, por estar suspenso, deixando uma única garantia: Bruno Alves vai comandar o setor mais recuado.

"Decidiremos amanhã. O central que irá jogar é Bruno Alves. Quanto a quem o acompanhará teremos tempo para decidir. [Luís Neto e Ricardo Costa] são duas mais-valias. E o Sereno também está em condições físicas de poder jogar", lembrou.

A utilização do Nani será mais pacífica, mas o selecionador lembrou que o avançado já "tem um tempo de inatividade largo, pois o último jogo que fez foi em finais de abril" e que só a desde terça-feira integrou sem limitações os treinos da "equipa das quinas", no estágio que hoje termina em Óbidos.

"Está clinicamente apto, mas temos que ter em consideração tudo isso e definir a melhor forma de o utilizar. É um jogador com demasiado talento, que é importante na nossa dinâmica, o que nos obrigava a esgotar todos os prazos", explicou.

Paulo Bento reconheceu que a Rússia "está numa situação mais confortável" do que Portugal e recusou distrair-se no jogo de sexta-feira com a questão da luta primeiro lugar do grupo, pois "do outro lado estará uma equipa de grande qualidade, muito consistente, com quatro vitórias em quatro jogos e sem qualquer golo sofrido".

"Disse antes da fase qualificação que o objetivo era estar no Brasil de preferência em primeiro lugar. Neste momento é um cenário muito complicado de realizar. Aquilo em que temos de nos focar é terminar em segundo lugar, disputar um 'play-off' e não nos desviaremos", assegurou.

Paulo Bento não acredita que se repita ou tenha qualquer impacto no confronto do Estádio da Luz o resultado do último jogo com a Rússia, no qual Portugal goleou por 7-1, pedindo o apoio do público, mas também lembrando aos jogadores que é preciso "trazer as pessoas para o lado" da seleção.

A seleção lusa recebe a Rússia na sexta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, em jogo com início às 20:45 horas, arbitrado pelo esloveno Damir Skomina, que assume caráter decisivo para o objetivo de marcar presença no Mundial de 2014, cuja fase final se vai realizar no Brasil.

RPC/AO // NF.

Lusa/fim

+ notícias: Desporto

PSP suspeita de No Name Boys nos desacatos em Guimarães. Investigações já estão em curso

23 portugueses foram identificados pela Polícia de Segurança Pública na sequência das perturbações na cidade por parte de adeptos do Hajduk Split. O Porto Canal avançou em primeira mão que estes portugueses se tratavam de membros da claque No Name Boys. Agora, o jornal PÚBLICO confirma que a PSP já iniciou investigações ao grupo benfiquista.

SC Tomar vai ser adversário do FC Porto na Elite Cup 

Os Campeões Nacionais de Hóquei em Patins conheceram, esta quarta-feira, o adversário para a Elite Cup: o SC Tomar. 

Adeptos croatas destroem Centro Histórico de Guimarães. Autarca da cidade contesta atuação da polícia

Foram identificados pelas autoridades 154 adeptos, entre simpatizantes do clube croata Hadjuk Split e 23 portugueses, na sequência dos desacatos que ocorreram, na noite de terça-feira, na cidade de Guimarães e que se prolongaram até à cidade do Porto.