Info

Mário Soares: Postos diplomáticos de Portugal no mundo abrem livros de condolências

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 jan (Lusa) -- O Ministério dos Negócios Estrangeiros português deu orientações a "todos os postos" diplomáticos para abrirem livros de condolências pela morte do ex-Presidente da República Mário Soares.

Segundo a informação prestada pelo gabinete do Ministério dos Negócios Estrangeiros, os livros de condolências estarão abertos durante os três dias de luto nacional decretados pelo Governo, que começam hoje.

Mário Soares morreu no sábado, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internado desde 13 de dezembro.

O corpo do antigo Presidente da República vai estar em câmara ardente no Mosteiro dos Jerónimos, a partir das 13:00 de hoje.

O funeral de Estado realiza-se na terça-feira, a partir das 15:30, no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares, advogado e militante antifascista, foi fundador e primeiro líder do Partido Socialista.

Após a revolução do 25 de Abril de 1974, regressou do exílio, em França, e foi ministro dos Negócios Estrangeiros e primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, tendo pedido a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia (CEE) e assinado o respetivo tratado, em 1985.

Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996.

SBR/FPB // VM

Lusa/Fim

+ notícias: País

Covid-19: Portugal com 21 mortes nas últimas 24 horas, o valor mais elevado desde março

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 2.535 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 21 mortes atribuídas à covid-19, registando-se uma ligeira redução dos internamentos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Visitas a lares e unidades de saúde possível com autoteste desde que supervisionado

As visitas a lares de idosos, estruturas de cuidados continuados ou utentes internados em unidades de cuidados de saúde podem ser feitas com recurso a autotestes, realizados no local ou até 24 horas antes, desde que o processo seja supervisionado.

Motorista de ministro da Administração Interna acusado de homicídio por negligência

O motorista do carro onde seguia o ministro da Administração Interna e que atropelou mortalmente um trabalhador na A6 foi acusado de homicídio por negligência, segundo despacho de acusação do Ministério Público hoje divulgado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS