Força Aérea está a colaborar com investigação em dez unidades do ramo

Força Aérea está a colaborar com investigação em dez unidades do ramo
| País
Porto Canal com Lusa

A Força Aérea Portuguesa afirmou hoje que a cadeia de comando está a prestar "toda a colaboração" às autoridades judiciais na investigação em curso em dez unidades do ramo.

A Polícia Judiciária está a realizar hoje mais de 80 buscas domiciliárias e 25 não domiciliárias, sobretudo a equipamentos militares na Grande Lisboa, Beja e em Leiria, numa investigação às messes da Força Aérea, revelou a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Contactado pela Lusa, o porta-voz da Força Aérea, coronel Rui Roque, afirmou que a cadeia de comando do ramo teve conhecimento da operação e que está a prestar "toda a colaboração", tal como fez "nas investigações preliminares".

"A cadeia de comando da Força Aérea tem conhecimento desta investigação e está a assegurar toda a transparência e colaboração nas ações em curso", afirmou.

Rui Roque disse ainda que as ações de investigação desencadeadas hoje, cerca das 10:00, decorrem em "dez unidades" da Força Aérea no continente. Excetuam-se, disse, as unidades nos Açores e na Madeira e as três estações de radar do continente e o aeródromo número 1, em Ovar.

Questionado se foram detidos militares no âmbito desta operação, Rui Roque afirmou que, até ao momento [pelas 10:30], não tem conhecimento de qualquer detenção.

Segundo a PGR, já foram emitidos mandados de detenção e no inquérito investigam-se suspeitas de, pelo menos, desde o ano de 2015, algumas messes da Força Aérea serem abastecidas com géneros alimentícios, cujo valor a pagar, posteriormente, pelo Estado Maior da Força Aérea, seria objeto de sobrefaturação.

Fonte ligada à investigação disse à agência Lusa que em causa estão suspeitas de corrupção e falsificação de documentos na aquisição de bens para as messes da Força Aérea e que as buscas decorrem em todo o país, com incidência na base de Monte Real.

+ notícias: País

ANA espera constrangimentos em aeroportos nacionais após falha global da Microsoft

A ANA diz que são esperados constrangimentos nos aeroportos nacionais já que há companhias aéreas e empresas de 'handling' afetadas pela falha global no sistema da Microsoft, pedindo aos passageiros que se informem sobre o estado dos seus voos.

Fisco alerta para ‘emails’ fraudulentos com recurso à imagem da Autoridade Tributária

A Autoridade Tributária e Aduaneira emitiu um alerta de segurança sobre mensagens de correio eletrónico fraudulentas, pedindo que sejam ignoradas.

FC Porto vai ter jogo difícil frente a Belenenses moralizado afirma Paulo Fonseca

O treinador do FC Porto, Paulo Fonseca, disse hoje que espera um jogo difícil em casa do Belenenses, para a 9.ª jornada da Liga de futebol, dado que clube "vem de uma série de resultados positivos".