Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

'Start-Up' portuguesa SWORD cria sistema digital para fisioterapia sem sair de casa

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 29 set (Lusa) - A 'start-up' portuguesa SWORD Health apresentou hoje "o primeiro e único" sistema digital que permite acelerar a recuperação em processos de fisioterapia de doentes de AVC ou com problemas músculo-esqueléticos sem terem de sair de casa.

Criada em 2013 por Vírgilio Bento, a 'start-up' [empresas em início de ativdiade] apresentou hoje a SWORD Arya, uma estrutura 'user-friendly' que permite acelerar a recuperação destes doentes pelo próprio paciente ou cuidador sem sair de casa, uma "abordagem revolucionária" que possibilita "avanços mais rápidos" e "uma redução de custos até cinco vezes", através do acompanhamento 'online' permanente e presencial, segundo diz a empresa em comunicado.

"O princípio é simples", diz a empresa, que é já considerada pela Comissão Europeia como uma das mais inovadoras da Europa, explicando que inicialmente o doente é avaliado pessoalmente pela equipa clínica de terapeutas da SWORD Health que define as necessidades específicas e prescreve o programa de reabilitação.

Depois com sensores de movimento, são digitalizados e registados todos os movimentos do doente, na sua frequência e amplitude, sendo estes transferidos para um 'tablet', o que permite assistir por um lado o doente na correção imediata do exercício e, por outro, dar indicações à equipa clínica sobre a evolução do tratamento e ajustar procedimentos.

A aplicação Arya guia cada doente durante a sessão e a equipa clínica faz uma monitorização contínua da evolução do doente, dando 'feedback' em tempo real sobre o seu desempenho, ajustando o plano consoante necessário e fazendo deslocações periódicas a casa do paciente sempre que se justifique.

A empresa diz que o novo paradigma "já é uma realidade" e conta "com um número crescente de utilizadores domésticos que atestam o seu sucesso".

Isto face às longas listas de espera no sistema convencional para se aceder ao primeiro tratamento e "num cenário de estagnação na área da reabilitação em Portugal nos últimos anos e de uma população cada vez mais envelhecida", segundo se lê no documento.

"A preocupação em criar uma solução que responda às dificuldades do modelo atual nasceu das dificuldades sentidas na pele por Virgílio Bento quando o seu irmão, após um grave acidente, se deparou com uma grande dificuldade de acesso a serviços de reabilitação, o que retardou a sua recuperação", conta a empresa no documento.

"O nosso objetivo é democratizar o acesso a uma reabilitação eficaz e de alta intensidade, colocando a tecnologia efetivamente ao serviço da saúde", afirma o fundador e presidente executivo da SWORD Health, Vírgilio Bento, citado no documento.

A SWORD Health já levantou três rondas de investimento com dois grupos de investidores particulares ('business angels'), 150 mil euros em abril de 2014, 250 mil euros em março de 2015 e 400 mil euros em investimento de uma capital de risco em novembro 2015.

A 'start-up' tornou-se na primeira empresa portuguesa a ser integrada na maior aceleradora de comunidades seniores, o Aging 2.0 em São Francisco, e criou uma parceria com a maior cadeia de centros de reabilitação norte-americana Genesis Rehab, que atua em 45 estados norte-americanos, emprega 18.000 terapeutas e ajuda a reabilitar 45.000 doentes por dia.

A ideia de criar um programa de reabilitação adequado às especificidades de cada doente valeu à equipa de investigação uma distinção em 2011 com o prémio 'Highest Future Impact', numa conferência mundial de engenharia Biomédica, em Boston, nos Estados Unidos.

Além disso, a SWORD Health foi a primeira empresa portuguesa a ser financiada pelo SME Instrument, programa europeu de apoio a pequenas e pequenas e médias empresas (PME) do Horizonte 2020, com um milhão de euros, entrando naquela que é considerada a "Liga dos Campeões das empresas mais inovadoras da Europa", refere o comunicado.

A SWORD Health já deu os primeiros passos na sua internacionalização com a escolha a recair nos Estados Unidos, estando a preparar a sua entrada na China.

JMG// ATR

Lusa/fim

+ notícias: País

Pelo menos três mortos em acidente com autocarro na A1

 Pelo menos três pessoas morreram, quatro ficaram feridas com gravidade e 26 com ferimentos ligeiros no acidente com um autocarro que se despistou esta manhã na A1, na zona da Mealhada, a caminho de Fátima, informou a Proteção Civil.

Atualizado 21-05-2022 12:17

Portugal com 23 casos confirmados de infeção pelo vírus 'monkeypox'

Mais nove casos de infeção pelo vírus 'monkeypox' foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS), que aguarda resultados relativamente a outras amostras.

Serviços mínimos não estão garantidos e há ambulâncias do INEM paradas

Mais de uma dezena de ambulâncias do INEM estão paradas devido à greve da Função Pública, segundo o Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, que revelou que o instituto não nomeou os elementos para garantir serviços mínimos, tarefa que o INEM diz não ser necessária.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.