Info

Despedidos quase 9.000 funcionários do Ministério do Interior na Turquia

Despedidos quase 9.000 funcionários do Ministério do Interior na Turquia
| Mundo
Porto Canal com Lusa

Quase 9.000 funcionários do Ministério do Interior turco, na maioria polícias, foram despedidos após a tentativa falhada de golpe de Estado na Turquia, noticia hoje a agência noticiosa pró-governamental Anadolu.

Segundo a agência, que cita fonte do Ministério do Interior, foram despedidos 4.500 polícias e 614 gendarmes, no total de 8.777 pessoas.

O Governo turco, liderado pelo Presidente Recep Erdogan, afastou também um governador provincial e 29 de outros tantos municípios, acrescentou a Anadolu.

Os despedimentos surgem no quadro de uma vasta purga do aparelho do Estado desencadeada por Erdogan após a fracassada tentativa de golpe de Estado de sexta-feira para sábado, protagonizada por militares.

Por outro lado, cerca de 6.000 militares foram também suspensos das Forças Armadas e existem ainda cerca de 3.000 mandados de captura contra juízes, magistrados e procuradores.

A purga atinge pessoas suspeitas de terem ligações ao pastor turco exilado nos Estados Unidos há 27 anos, Fethullah Gulen, causado por Erdogan de ter fomentado a tentativa de golpe de Estado.

Gulen, por seu lado, negou qualquer envolvimento e não descartou a possibilidade de ter sido o próprio Presidente turco a organizar o golpe.

+ notícias: Mundo

Polícia de Hong Kong usa balas de borracha contra manifestantes antigovernamentais

Hong Kong, China, 21 jul 2019 (Lusa) -- A polícia de Hong Kong usou hoje balas de borracha contra os manifestantes antigovernamentais que ainda permaneciam nas ruas daquele território, depois de um novo grande protesto, segundo a agência noticiosa France Presse (AFP).

Polícia de Hong Kong recorre a gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes antigovernamentais

Hong Kong, China, 21 jul 2019 (Lusa) -- A polícia de Hong Kong recorreu hoje a gás lacrimogéneo para dispersar vários grupos de manifestantes que ainda permaneciam nas ruas daquele território, após um novo grande protesto antigovernamental.

Quase meio milhão de pessoas em protesto nas ruas de Hong Kong

Hong Kong, China, 21 jul 2019 (Lusa) - Quase meio milhão de pessoas desfilou hoje nas ruas de Hong Kong contra as emendas na lei da extradição e a exigir um inquérito independente sobre a atuação da polícia, indicou hoje o movimento que organizou o protesto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.