Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Eco-sensor portátil permite conhecer a qualidade do ar em termpo real

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Valência, 18 jun (Lusa) - Investigadores da Universidade Politécnica de Valência desenvolveram um eco-sensor portátil de baixo custo e rápida instalação que, combinado com uma aplicação e um telemóvel, permite conhecer a qualidade do ar em tempo real e em qualquer ponto da cidade.

Desenvolvido pelo Grupo e Redes de Computadores (GRC) da Universidade Politécnica de Valência (UPV), este instrumento é composto por um ou mais sensores capazes de medir diferentes poluentes no ar, com as coordenadas e o momento da captura, e um sistema de comunicações integrado e de servidores na nuvem.

Pode transportar-se ou instalar-se rapidamente em qualquer veículo, "sendo a bicicleta a opção mais flexível e ecológica", afirmaram à EFE fontes da UPV.

Carlos Tavares, investigador do GRC e subdiretor do Departamento de Informática de Sistemas e Computadores (Disca) da UPV, assinala que, aproveitando a rede de transporte público existente, este eco-sensor permitiria maximizar o controlo do meio ambiente nas cidades com um custo mínimo.

"Atualmente, a Europa dispõe de uma rede de estacões para monitorizar o ar, que requerem infraestruturas próprias e sensores avançados, o que eleva consideravelmente o seu custo", afirma Carlos Tavares.

Além disso, acrescenta, "na prática o número de estações é muito reduzido, o que impede o conhecimento detalhados da qualidade do ar nos diferentes pontos da cidade. Este eco-sensor permite ultrapassar este handicap de uma forma muito eficiente".

Quanto ao funcionamento, o investigador destaca a sua simplicidade: "basta iniciar a aplicação para começar a monitorizar a cidade".

Uma vez que os dados são carregados na 'nuvem', o sistema gera automaticamente, a partir de dados registados por terminais de vários utilizadores, os mapas de poluição detalhados da área estudada.

"Se o número de utilizadores for elevado, podemos ter mapas de poluição completos e atualizados quase instantaneamente", diz o investigador da UPV.

Além de permitir conhecer com detalhe que zonas de uma cidade estão mais poluídas, o eco-sensor poderá ser uma ferramenta útil para aplicar restrições de tráfego em zonas que atinjam valores críticos.

AL // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Bomba em restaurante faz pelo menos 15 feridos em Toronto

Pelo menos 15 pesoas ficaram feridas, três das quais com gravidade, depois de dois desconhecidos terem deflagrado uma bomba dentro de um restaurante indiano nas imediações de Toronto, no Canadá, informaram hoje as autoridades.

Cinco capacetes brancos sírios mortos em ataque na província de Alepo

Beirute, 26 mai (Lusa) -- Cinco capacetes brancos sírios morreram hoje num ataque feito por homens não identificados contra um centro de defesa civil na província de Alepo (norte), afirmou hoje uma organização de socorristas que trabalham numa zona rebelde.

Primeiros resultados oficiais indicam mais de 60% dos votos para o sim ao aborto na Irlanda

Dublin, 26 mai (Lusa) -- O "sim" pela legalização do aborto obteve um pouco mais de 60% dos votos, num referendo que foi considerado histórico, de acordo com os primeiros resultados oficiais hoje publicados.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.